Wall Street em máximos à espera da Fed

Os mercados fecharam em alta na véspera da divulgação das minutas da Fed, que deverá dar novos sinais sobre a forma como vê as políticas de Trump.

As bolsas norte-americanas fecharam a sessão desta terça-feira em máximos históricos. As estrelas do dia foram as retalhistas, que subiram à boleia dos resultados anuais acima das expectativas, e a Apple, que também bateu novos recordes.

O S&P 500 fechou a sessão a subir 0,6%, para um recorde de 2365,38 pontos. O índice industrial Dow Jones e o tecnológico Nasdaq também tocaram máximos, ao subirem 0,47% para os 5865,95 pontos e 0,58% para os 20743,00 pontos, respetivamente.

A impulsionar o índice tecnológico esteve a Apple, que fechou a ganhar 0,72%, para os 136,70 dólares por ação, um novo recorde. Os investidores ficaram animados com uma nota do Morgan Stanley, que está otimista com o contributo da China para o crescimento da Apple e reviu em alta as estimativas para as vendas do iPhone. O banco de investimento subiu, por isso, o preço-alvo da Apple.

Já no caso do Dow Jones, a sessão foi animada pela Wal-Mart, que subiu 3% depois de ter apresentado resultados que ficaram acima das expectativas dos investidores.

Os mercados fecharam assim em alta na véspera da divulgação das minutas da Fed. Na quarta-feira, os investidores deverão ter novos sinais sobre a forma como a Fed olha para as políticas de Trump. As minutas deverão ainda dar conta de uma recuperação do mercado imobiliário norte-americano no início do ano.

Comentários ({{ total }})

Wall Street em máximos à espera da Fed

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião