Quer crédito para a casa? Agora há um comparador

A procura por crédito à habitação está a aumentar. E os bancos estão cada vez mais disponíveis para concederem empréstimos, como provam os spreads. Qual a melhor oferta? Tem de comparar.

Quem quer casa quer (regra geral) crédito. E os bancos estão dispostos a… emprestar. Numa altura em que as perspetivas económicas do país melhoram, os bancos estão sedentos para conceder financiamento. A concorrência está a aumentar, o que é visível através das sucessivas revisões em baixa de spreads. Mas quem tem a melhor proposta para si? É preciso comparar.

Do ponto de vista dos consumidores que pretendem recorrer ao financiamento bancário para adquirir casa, aquilo que importa é encontrar as condições mais vantajosas. O ComparaJá, uma plataforma de simulação de produtos financeiros, lançou uma ferramenta que poderá ajudar nessa missão. Trata-se de um simulador que permite comparar a oferta de crédito à habitação disponível nas diferentes instituições financeiras que operam em Portugal.

“O crédito à habitação é um produto de bastante relevo em Portugal, já que mais de 60% das famílias vivem em casa própria, sendo que o financiamento bancário assume muita importância nesse âmbito, sobretudo tendo em conta o peso que este tem nos orçamentos das famílias. Este simulador já nos tinha sido muito pedido pelos nossos utilizadores. Pensamos que este é o momento ideal para o lançar.”, explica Sérgio Pereira, diretor-geral do ComparaJá ao ECO.

O novo simulador não oferece uma solução milagrosa, mas pode ser uma ferramenta útil para ajudar a identificar a proposta bancária que poderá ir mais ao encontro do perfil do cliente. Aquilo que a nova ferramenta permite é — assumindo sempre como referência o spread mínimo disponibilizado por cada banco — construir o cenário de crédito pretendido, com base na resposta a questões essenciais como o montante do empréstimo pretendido, o valor do imóvel e o prazo do empréstimo, bem como dados complementares relacionados com a situação profissional, o rendimento e as características do agregado familiar e obter simulações nos diferentes bancos.

Este resultado é ordenado de forma ascendente pelos custos totais do empréstimo no final do prazo, para as diferentes instituições financeiras, sendo apresentadas informações sobre o spread, o indexante, a TAE (taxa anual efetiva), o valor das comissões e os encargos com seguros.

Caso o utilizador assim o pretenda, o ComparaJá devolve um conjunto de cinco ou seis ofertas que se adequam mais ao perfil inserido, podendo ainda fazer a ponte com o banco cuja oferta o consumidor elegeu. Sérgio Pereira, explica que o simulador pretende é “oferecer informação independente e imparcial e não dar recomendações aos clientes” com base nos dados que são disponibilizados nos sites e preçários dos bancos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Quer crédito para a casa? Agora há um comparador

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião