Operação Marquês: procuradores pedem mais tempo

Os procuradores da Operação Marquês pediram pelo menos mais dois meses para acusar José Sócrates. A notícia está a ser avançada por vários órgãos de comunicação social esta quarta-feira.

O prazo dado pela Procuradoria-Geral da República para a apresentação da acusação terminava esta sexta-feira, dia 17 de março. Segundo o semanário Expresso, Rosário Teixeira pediu à Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, para alargar o prazo de conclusão da investigação ao ex-primeiro-ministro do PS. Os procuradores precisam de “pelo menos” mais 60 dias para concluir. Contactada pelo ECO, fonte oficial da Procuradoria-Geral da República diz ainda não ter qualquer informação sobre este pedido.

Segundo o Observador, Rosário Teixeira pediu mais 30 dias para concluir o despacho de encerramento de inquérito da Operação Marquês. Esse pedido formal terá sido feito ao diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, Amadeu Guerra, ao qual caberá, segundo o jornal online, a avaliação do pedido e depois o reencaminhamento para Joana Marques Vidal. O Observador escreve que o texto da acusação está praticamente terminado, mas é preciso fazer uma revisão ao conteúdo.

O jornal i avança ainda que a decisão da Procuradora-Geral da República a este pedido será feita esta quinta-feira, um dia antes de o prazo terminar. O jornal refere que os procuradores estão a aguardar pelas cartas rogatórias da Suíça e de Singapura que vão permitir ter acesso a novas provas e constituir arguido o primo do ex-governante José Sócrates. Esta quarta-feira foram interrogadas a ex-mulher de Sócrates, Sofia Fava, e o ex-presidente da empresa gestora do empreendimento Vale do Lobo, Diogo Gaspar Ferreira. Esta quinta-feira vai ser ouvido Joaquim Barroca, fundador do Grupo Lena, segundo o jornal i.

A 10 de março, Joana Marques Vidal disse que “a resposta será dada de acordo com o que está previsto na lei”, referindo-se a um possível prolongamento do prazo já estabelecido de 17 de março. Em setembro, a Procuradora-Geral da República tinha dito que “só a título muito excecional, mediante requerimento fundamentado dos magistrados titulares, poderá ser admitida a possibilidade de prorrogação deste prazo”. O caso acumula já 25 arguidos desde que a investigação começou em julho de 2013.

(Notícia atualizada às 18h54)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Operação Marquês: procuradores pedem mais tempo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião