May afasta segundo referendo na Escócia

  • Juliana Nogueira Santos
  • 16 Março 2017

Em entrevista à ITV, a primeira-ministra britânica afirmou que "não é o momento" para pensar na independência da Escócia.

Theresa May afastou a possibilidade de acontecer um segundo referendo na Escócia nos próximos dois anos. Em entrevista ao canal de televisão ITV, a primeira-ministra britânica afirmou que “agora não é o momento” de pensar na saída do país do Reino Unido.

Falar de um referendo de independência faz com que fique mais difícil arranjar o acordo certo para a Escócia e o acordo certo para o Reino Unido“, justificou May. “E mais que isso, acho que não seria justo para o povo da Escócia porque está-lhes a ser pedido que tomem uma decisão crucial sem toda a informação necessária.”

Assim, May apelou à união dos países, justificando que este espírito será necessário para que todos consigam o melhor acordo à medida que o processo da saída do Reino Unido da União Europeia avança.

Nicola Sturgeon, primeira-ministra escocesa, afirmou que o país terá de passar por um segundo referendo, no máximo até ao próximo outono, sendo que o parlamento escocês vai discutir e votar esse assunto na próxima quarta-feira.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

May afasta segundo referendo na Escócia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião