Quando a pizza valoriza mais nos mercados do que o iPhone

A fome dos mercados é muita. O objetivo é, no final, ter lucro, nem que seja a longo prazo. Quem o pode dizer são os investidores da Domino's que, 7 anos depois, acumulam uma valorização de 2.000%.

Conhece a Domino’s? Se viver na capital é provável que já tenha visto uma das lojas da marca norte-americana que chegou a Portugal em 2015. A pizza made in USA ainda não se expandiu ao resto do país, mas se investe nos mercados internacionais este alerta é para si: o Quartz comparou a evolução das ações da empresa com as do Google, Facebook, Apple e Amazon e concluiu que os títulos da Domino’s têm mais fermento. Desde 2010 até hoje, a empresa valorizou mais de 2.000% em bolsa.

Percentagem de crescimento das ações da Domino’s em relação às grandes empresas de tecnologia.Quartz

Se a primeira década do século foi vista como o boom das ações das tecnológicas norte-americanas, a segunda década está a ser o boom da pizza. A afirmação é exagerada, mas foi isso que aconteceu com a Domino’s que, depois do rebranding e reformulação do negócio de 2009, relançou-se no mercado. Segundo o Market Watch, o negócio continua a expandir: no terceiro trimestre de 2016, a empresa aumentou os lucros em 25%.

A expansão internacional ajudou a que alcançasse uma valorização superior de quase 2.500% em quase sete anos, ultrapassando as empresas tecnológicas que ficaram à volta dos 500%. Se se comparar a evolução das ações da Domino’s com a performance do índice onde está inserida, o S&P 500, então a diferença é ainda maior.

Uma das explicações apontadas pode ser o “amor” dos millennials pela pizza, algo que não acontecia nas gerações anteriores. A empresa está neste momento avaliada em nove mil milhões de dólares, graças ao impulso dado desde 2009 com a nova receita e a mudança de pizza barata a todo custo para um produto com mais qualidade ainda que acessível ao público. Além disso, a empresa expandiu o seu menu integrando novos produtos como as asas de frango.

Uma das únicas empresas mais mediáticas que, nos últimos anos, conseguiu superar em certos momentos a performance da Domino’s foi a Netflix. O serviço de streaming está perto de atingir os 2.000% de valorização entre 2010 e 2017, também fruto da expansão que ocorreu a nível mundial e à aposta em conteúdo original. A Netflix tem apostado recentemente em vários tipos de formatos como é o caso das séries, filmes ou documentários.

As únicas empresas a superar, até agora, os resultados da Domino’s são a Patrick Industries (4.273%), a ACADIA Pharmaceuticals (2.717%) e a Accelerate Diagnostics (2.676%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Quando a pizza valoriza mais nos mercados do que o iPhone

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião