Famílias em dificuldades gastam 67% do seu rendimento em créditos

  • Lusa
  • 29 Março 2017

As famílias que recorrem à proteção financeira da Deco recebem em média 1.070 euros mensais, gastando dois terços do seu rendimento em créditos.

Segundo dados do Gabinete de Proteção Financeira da Associação de Defesa do Consumidor (Deco) divulgados esta quarta-feira, as famílias que pedem ajuda à instituição têm rendimentos mensais em média de 1.070 euros, gastando, anualmente, em média, cerca de 15.000 euros.

As famílias com dificuldades financeiras que pedem ajuda à Deco têm os empréstimos como principais despesas mensais, gastando 67% dos seus rendimentos em crédito à habitação, pessoal e cartões de crédito, seguido da alimentação (onde despendem 18,6%) e dos serviços de água, luz e gás (10,8% dos gastos).

Por outro lado, os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), citados pela Deco, mostram um panorama nacional um pouco diferente em que as despesas com habitação (31,8%) são as que mais pesam nos orçamentos familiares, seguidas dos transportes (14,7%) e da alimentação (14,4%).

“Estes dados mostram-nos ainda uma alteração significativa no peso que a alimentação tem no total dos gastos familiares. Trata-se de uma descida, no período de 26 anos, para metade: em 1989/90 era de 29,5%; atualmente representa apenas 14,4% do total”, refere a associação.

Estes dados mostram-nos ainda uma alteração significativa no peso que a alimentação tem no total dos gastos familiares. Trata-se de uma descida, no período de 26 anos, para metade: em 1989/90 era de 29,5%; atualmente representa apenas 14,4% do total.

Deco

Por outro lado, a Deco realça que “os custos com habitação, eletricidade, água, gás dispararam. São um terço da despesa dos agregados (31,8%) contra apenas 12,4% em 1989/90″.

Segundo os números divulgados, uma família gasta, em média, anualmente 20.916 euros. No entanto, se a família tiver crianças “gasta em média 25.892 euros por ano, valor que desce para 17.997 euros no caso de não existirem filhos menores dependentes”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Famílias em dificuldades gastam 67% do seu rendimento em créditos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião