Montepio: Entrada da Santa Casa “tem pernas para andar”

Tomás Correia admite que a Santa Casa possa vir a entrar no capital da Caixa Económica Montepio, mas não será a única. O presidente da Associação vê mais potenciais investidores.

Tomás Correia admite que a Santa Casa venha a tornar-se acionista do Montepio. Vê “pernas para andar” nesse investimentos, mas o presidente da Associação Mutualista Montepio Geral diz, ao Diário de Notícias, que há mais investidores interessados. O único requisito: “sejam da economia social e nacionais”

“Acho que é um projeto que tem pernas para andar. Precisa de ser trabalhado, vai ser trabalhado e vai ser uma alavanca decisiva para o país e para as instituições da economia social”, disse Tomás Correia ao DN, referindo-se ao potencial interesse da Santa Casa em investir na Caixa Económica Montepio.

O presidente da Associação Mutualista diz está “muito confiante” nesse investimento da entidade liderada por Santana Lopes. O Provedor da Santa Casa que em entrevista à TVI veio dizer que “a Santa Casa não entra em aventuras”. No Twitter, salientou que “faz falta um banco virado para a economia social. Seja aquele [o Montepio] ou outro”.

Tomás Correia está confiante relativamente à Santa Casa, mas não fecha a porta a outros investidores. “Estamos abertos a outros investidores, desde que sejam da economia social e nacionais“, diz, admitindo que outros entrem no capital do banco, mas sempre com a Associação como acionista maioritário.

“O Montepio tem muita flexibilidade em relação a essa matéria” mas admite que “naturalmente, pela dimensão do capital da Associação Mutualista e da sua situação líquida é natural que fique maioritário“, referiu ao jornal. “Olhamos para o projeto. Se houver, a partir desse arranque inicial, mais instituições da economia social que queiram partilhar connosco esse caminho estaremos abertos a outros investidores”, rematou.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Montepio: Entrada da Santa Casa “tem pernas para andar”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião