Santa Casa: “Temos obrigação de estudar” entrada no Montepio

  • ECO
  • 31 Março 2017

O ministro Vieira da Silva, que vê "com bons olhos a associação da Santa Casa" ao Montepio, convocou Pedro Santana Lopes, provedor da instituição, ao Ministério do Trabalho na semana passada.

Para a Santa Casa de Misericórdia de Lisboa, é uma “obrigação” estudar a entrada no capital da Caixa Económica Montepio Geral, um dossiê que está inclusivamente a ser promovido pelo Governo.

Em declarações ao Jornal de Negócios (acesso pago), o provedor Pedro Santana Lopes disse que “se o Governo manifesta essa intenção, a Santa Casa tem, naturalmente, a obrigação de estudar o dossiê”.

Foi na semana passada que o ministro Vieira da Silva convocou ao Ministério do Trabalho e Segurança Social, que tutela a Associação Mutualista Montepio Geral, o provedor da Santa Casa, Pedro Santana Lopes, e o vice-provedor, Edmundo Martinho, conta o Público (acesso pago). A equipa de Santana Lopes já deu início ao processo de avaliação da proposta apresentada pelo Governo, avança ainda o Jornal de Negócios. E a intenção da Santa Casa é solicitar pareceres a consultores jurídicos e financeiros para analisar em que termos a instituição poderá tornar-se acionista do Montepio, hoje detido a 100% pela Associação Mutualista Montepio Geral.

O Diário de Notícias avançou esta quinta-feira que Tomás Correia, presidente da Associação, tem estado em múltiplas reuniões quer com o Executivo, quer com o Banco de Portugal e a própria Santa Casa da Misericórdia, liderada por Santana Lopes, no sentido de chegar a um acordo que “poderá estar para breve”.

O ministro do Trabalho e Segurança Social, Vieira da Silva, disse àquele jornal que vê “com bons olhos a associação da Santa Casa da Misericórdia e de outras instituições da área social à Caixa Económica Montepio Geral“.

O Montepio anunciou esta quarta-feira que registou prejuízos de 86,5 milhões de euros em 2016, um resultado bem menos negativo do que o alcançado no ano anterior, beneficiando da quebra nas dotações para o crédito malparado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Santa Casa: “Temos obrigação de estudar” entrada no Montepio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião