Spotify vai restringir temporariamente novos álbuns a utilizadores premium

  • Juliana Nogueira Santos
  • 4 Abril 2017

A empresa de streaming assinou um contrato de licenciamento com a Universal Music Group que dá aos artistas a possibilidade de restringirem as suas faixas a utilizadores pagos durante duas semanas.

O serviço de streaming de música Spotify anunciou hoje que os artistas vão passar a poder escolher se querem restringir as suas novas faixas aos utilizadores premium durante duas semanas, ou se as disponibilizam a todos os utilizadores ao mesmo tempo. No primeiro caso, os utilizadores que pagam mensalidade passam a poder ter acesso aos novos lançamentos antes dos que não pagam nada.

Esta mudança vem depois de a empresa ter assinado um novo contrato de licenciamento com a Universal Music Group (UMG), no qual foi acordado também que a Spotify vai pagar menos de royalties à discográfica. Esta paywall, como já está a ser designada, vai ser aplicada apenas aos artistas da UMG, mas tudo aponta para que a Spotify esteja a negociar a mesma medida com a Sony e a Warner.

Em comunicado, o presidente da empresa de streaming Daniel Ek admitiu que a política de manter as mesmas condições de disponibilização de conteúdo para todos os utilizadores, os que pagam e os que não pagam, está prestes a sofrer mais alterações. “Sabemos que nem todos os álbuns de todos os artistas deveriam ser disponibilizados da mesma maneira e trabalhámos muito em conjunto com a UMG para desenvolver uma nova e mais flexível política de disponibilização”, pode ler-se no comunicado de Ek.

Os principais rivais do Spotify, o Apple Music e o Tidal, não têm opção de registo sem pagamento. Além disto, a empresa prepara-se para entrar no mercado em 2018, pelo que é essencial estudar as fontes de rendimento disponíveis e alterá-las para que o negócio se torne mais rentável.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Spotify vai restringir temporariamente novos álbuns a utilizadores premium

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião