Toshiba divulga contas… mas sem aprovação do auditor

  • Juliana Nogueira Santos
  • 11 Abril 2017

Os resultados do terceiro trimestre de 2016 foram divulgados com atraso. E também sem a aprovação da PwC Aarata. A tecnológica registou prejuízos de 5,2 milhões de dólares.

Depois de ter falhado por duas vezes os prazos de entrega dos resultados do terceiro trimestre de 2016, a Toshiba acabou por divulgar os mesmos, mas sem terem sido aprovados pelo seu auditor. O relatório divulgado esta terça-feira seguiu acompanhado por um aviso legal no qual a PricewaterhouseCoopers Aarata (PwC Aarata) explica que não concluiu a revisão do mesmo por dois motivos:

  • Um relatório interno revelou que o processo de compra de uma empresa de construção nuclear, a CB&I Stone & Webster, foi “inadequado”, tendo sido aberto um inquérito para perceber se houve ou não pressão de administradores seniores para que o preço fosse inflacionado;
  • Esse relatório ainda está a ser avaliado pela PwC Aarata, pelo que ainda não foi possível determinar o impacto desse processo nos resultados da tecnológica.

A Toshiba registou perdas de 5,2 mil milhões de dólares nos nove meses que culminaram em 31 dezembro de 2016, em conjunto com uma diminuição das vendas na ordem dos 33 milhões de dólares.

O prazo de divulgação dos resultados foi adiado duas vezes pela empresa, aumentando a especulação de que algo estaria a correr mal. A pressão para a tecnológica sair do mercado de valores tem sido cada vez maior, à medida que são conhecidas noticias como esta. As ações da empresa já sofreram uma queda de 20% este ano.

No final do mês passado, a Toshiba declarou a bancarrota da sua unidade nuclear, a Westington Eletric, para poder avançar com um processo de reestruturação. No mês anterior, o chairman da empresa no dia em que esta assumiu perdas avultadas.

Comentários ({{ total }})

Toshiba divulga contas… mas sem aprovação do auditor

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião