Águia na Euronext com 60 milhões de “confiança”

  • ECO
  • 21 Abril 2017

No ano em que o montante emitido foi o mais elevado e as taxas as mais baixas, Domingos Soares de Oliveira destaca a confiança dos obrigacionistas.

“Ultrapassar os 60 milhões de euros [de procura na emissão de obrigações] significa uma palavra simples para mim: confiança” diz Domingos Soares Oliveira. O administrador financeiro da SAD benfiquista orgulha-se da procura elevada pelas obrigações do clube, não só pelos custos de financiamento que são reduzidos, mas também pelo voto de confiança dos quase cinco mil investidores que participaram na operação que permite reduzir a exposição à banca.

“Mais uma vez, o Benfica na liderança”, congratula o presidente da Euronext, Paulo Rodrigues da Silva. A procura excedeu largamente os 60 milhões de dívida emitidos: os investidores queriam 92 milhões. Domingos Soares Oliveira descreve esta operação como “um sucesso”. O responsável da SAD benfiquista acredita que os números transmitem a “confiança no cumprimento” do pagamento da dívida, sobretudo tendo em conta que “o montante emitido nunca foi tão elevado, nem as taxas tão baixas”. “O Benfica cumpre, cumpriu e continuará a cumprir com todos”, sublinhou.

A importância deste sucesso para a SAD prende-se com a diminuição dos custos de financiamento, dado que neste momento a dívida benfiquista é a mais elevada entre os três grandes do futebol nacional. O clube assume também o objetivo de diminuição na exposição à banca, algo que tem conseguido através dos sucessivos empréstimos obrigacionistas que vem fazendo. Está a trocar a banca pelas poupanças dos pequenos investidores, muitos deles adeptos.

Paulo Rodrigues da Silva destaca que a substituição de dívida bancária por obrigações com prazo mais longo, como é o caso das obrigações benfiquistas, oferece um equilíbrio diferente entre custos e risco, “Um caminho que se aplica a várias empresas em Portugal”. Salienta ainda que a emissão de dívida pelas SADs tem um “efeito positivo no mercado de capitais portugueses“, num ano que foi “particularmente bom para a emissão de obrigações, com um aumento de 18%”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Águia na Euronext com 60 milhões de “confiança”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião