Precários no Estado: 4.152 já apresentaram requerimento eletrónico

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 17 Maio 2017

Número exclui os requerimentos entregues em papel. Site relativo ao programa de regularização de vínculos entrou em funcionamento no dia 11.

Em menos de uma semana, já foram apresentados 4.152 requerimentos eletrónicos por parte de trabalhadores que querem ver analisado o seu vínculo laboral com o Estado. Os dados foram apresentados esta quarta-feira pelo ministro do Trabalho no Parlamento.

Os valores foram apurados às 17 horas de 16 de maio, poucos dias depois de entrar em funcionamento o site relativo ao Programa de Regularização Extraordinária de Vínculos Precários na Administração Pública (11 de maio).

De acordo com a apresentação do Governo, o site já contou com 102.813 visitas.

O programa é dirigido a trabalhadores da Administração Pública ou do setor empresarial do Estado que exerçam funções que correspondem a “necessidades permanentes” sem “vínculo jurídico adequado”. Porém, há carreiras excluídas. Para que o vínculo seja analisado, os trabalhadores podem apresentar um requerimento que descreva a sua situação atual.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Precários no Estado: 4.152 já apresentaram requerimento eletrónico

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião