Merkel e Schaeuble querem Weidmann à frente do BCE

  • ECO
  • 19 Maio 2017

Mandato de Mario Draghi só termina dentro de dois anos e meio e processo de seleção de um sucessor ainda não começou. Mas já origina nomes.

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o seu ministro das Finanças esperam ver um alemão a substituir Mario Draghi quando este terminar o seu mandato à frente do Banco Central Europeu (BCE).

De acordo com a Bloomberg, que cita a revista Der Siegel, Angela Merkel e Wolfgang Schaeuble estão prontos para apoiar Jens Weidmann, presidente do Bundesbank, a assumir a posição. Isto depois de Holanda, França e Itália já terem tido a sua vez, adianta ainda. E Jens Weidmann aceitaria, a julgar pelo pré-lançamento de um artigo publicado sexta-feira.

O mandato de Draghi termina dentro de dois anos e meio, em outubro de 2019, e apesar de ainda nem sequer ter sido iniciado o processo de escolha de um sucessor, tudo indica que vai exigir uma intensa negociação política.

Draghi tem seguido uma política monetária altamente expansionista, com juros zero e um programa de compras de dívida alargado. Numa altura em que a inflação começa a dar sinais de subida, a Alemanha tem sido altamente crítica do rumo do BCE. Por várias vezes os responsáveis da maior economia da Europa têm pedido o fim dos estímulos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Merkel e Schaeuble querem Weidmann à frente do BCE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião