Women2Women. Embaixada norte-americana leva duas jovens portuguesas aos EUA

A Embaixada vai levar duas jovens à conferência Women2Women, destinada a ensinar competências de liderança. O evento decorre em Boston, no verão.

A Embaixada norte-americana em Portugal abriu as candidaturas para um intercâmbio nos Estados Unidos. Há duas vagas para levar jovens a participarem na conferência Women2Women, que terá lugar em Boston, este verão.

O Women2Women, que decorre entre 23 de julho e 1 de agosto, destina-se a raparigas entre os 14 e os 19 anos e procura ensinar-lhes competências de liderança e, ao mesmo tempo, desafiá-las a “desenvolver e implementar um plano de ação colaborativo e cívico nas suas comunidades”.

Este ano, a conferência vai discutir o tema “Reclama o teu lugar na mesa”. “Terás a oportunidade de aprender sobre a atual situação de mulheres e raparigas em todo o mundo, bem como sobre o progresso social e económico que é possível quando elas têm oportunidade de participar plenamente em todos os aspetos da sociedade”, pode ler-se na página do programa.

A conferência inclui atividades de team building, seminários, atividades culturais e workshops com várias personalidades do Governo, media, ciência, tecnologia e organizações não governamentais.

Para se candidatarem, as jovens têm de ter cidadania portuguesa, viver em Portugal e ter entre 14 e 19 anos de idade. Terão ainda de dominar a língua inglesa e demonstrar “compromisso para com a comunidade”, entre outros requisitos, que podem ser consultados na página da Embaixada norte-americana.

Todos os custos das participantes selecionadas ficam a cargo da Embaixada. A candidatura é feita através do preenchimento de um formulário, que terá de ser enviado à Embaixada.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Women2Women. Embaixada norte-americana leva duas jovens portuguesas aos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião