BCE vê “excessiva exuberância” nos preços das casas

Os preços das casas têm subido em todos os países do euro. Em alguns, de forma mais expressiva do que noutros, à boleia do contexto de juros muito baixos. O BCE está em alerta.

O Banco Central Europeu (BCE) está preocupado com a valorização dos preços das casas nas capitais dos países do euro. Alerta que poderá haver uma “excessiva exuberância” em alguns mercados. Sem nunca referir Lisboa, ou Portugal, o banco central nota no Relatório de Estabilidade Financeira que esta escalada nos valores das habitações está a ser patrocinada, em parte, por investidores estrangeiros.

“Apesar das divergências na evolução dos preços a nível regional poderem ser justificadas por fatores fundamentais, tais como diferenças no rendimento, emprego, dinâmicas da população e serviços, podem também sinalizar uma exuberância excessiva nos preços das casas em determinadas áreas, por exemplo devido à forte presença de compradores estrangeiros”, diz o relatório.

Esta exuberância, que o BCE nota particularmente em cidades como Berlim, Paris, Viena e Amesterdão, poderá levar a um efeito de contágio ao resto do país. “Neste sentido, uma monitorização próxima da tendência dos preços dos imóveis parece necessária já que poderá indicar um crescendo das vulnerabilidades nos mercados imobiliários a nível nacional”.

A escalada dos preços das casas é resultado, além dos compradores estrangeiros, do contexto de taxas de juro muito baixas. “A evolução exuberante dos preços das casas em zonas específicas poderá ameaçar a estabilidade das instituições financeiras mais expostas ao crédito hipotecário concentrado nessas zonas. Isto num contexto de taxas de juro baixas que leva a uma procura por rentabilidade”, remata.

Comentários ({{ total }})

BCE vê “excessiva exuberância” nos preços das casas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião