“Na Europa, cada mil milhões de euros de exportações apoiam 14 mil empregos”

  • Margarida Peixoto
  • 1 Junho 2017

Valdis Dombrovskis, vice-presidente da Comissão Europeia, reconheceu "ansiedade" quanto à resistência do modelo social da União Europeia, mas pediu debate e mais esforços.

“Na Europa, cada mil milhão de euros de exportações apoiam 14 mil empregos“, frisou Valdis Dombrovskis, esta quinta-feira no Brussels Economic Forum. O vice-presidente da Comissão Europeia reconheceu que há “ansiedade” quanto à capacidade de o projeto europeu manter o seu modelo social, mas frisou que a globalização também cria empregos.

É preciso fazer mais: mais medidas para combater a desigualdade, mais debate para saber que medidas aplicar. Valdis Dombrovskis admitiu que o tema da inclusão económica faz parte das preocupações dos europeus. Lembrou que oito em cada dez europeus consideram o desemprego, a desigualdade social e a migração como “os desafios de topo” para a União Europeia e que “sete em cada dez temem que as políticas sociais estejam a ser geridas de forma insuficiente”. E não é tudo: “Mais de metade acreditam que nem todas as pessoas têm uma oportunidade justa de vencer e que a vida vai ser mais difícil para a próxima geração”, reconheceu Dombrovskis.

“Estas perceções refletem um sentimento de ansiedade sobre a resistência do nosso modelo social”, admitiu ainda o vice-presidente da Comissão Europeia. E por isso “aumentam a pressão sobre as nossas empresas, trabalhadores e governos para se adaptarem”, defendeu.

Mas a globalização não traz só dificuldades. “Feitas as contas, a globalização cria empregos: na Europa, cada mil milhão de euros de exportações apoiam 14 mil empregos”, frisou.

Então como aproveitar a tecnologia e a globalização a favor do modelo social europeu? Dombrovskis deixou pistas:

  1. “Equipar melhor as pessoas, com competências e formação”;
  2. Melhorar a eficiência dos sistemas de proteção social e direcionar melhor os gastos;
  3. Melhorar o combate à evasão fiscal;
  4. Aprofundar a união económica e monetária;
  5. Criar uma nova função estabilizadora do euro, com mecanismos para apoiar o investimento nos momentos de crise.

Em Bruxelas, a convite da Comissão Europeia

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Na Europa, cada mil milhões de euros de exportações apoiam 14 mil empregos”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião