Empresas tecnológicas terão de dar informação às polícias europeias

  • ECO
  • 8 Junho 2017

A Comissão Europeia quer que empresas como a Google, a Microsoft, a Facebook ou outras gigantes tecnológicas passem a colaborar de forma mais ativa com as polícias europeias.

A Comissão Europeia vai apresentar uma proposta para que as autoridades tenham acesso facilitado a provas eletrónicas diretamente através das empresas tecnológicas. A ideia é que esta seja uma ajuda em investigações a ataques terroristas. A notícia é avançada pelo Politico esta quinta-feira que cita Christian Wigand, o porta-voz da Comissão. Este avanço legislativo surge na sequência dos ataques terroristas que se intensificaram nos últimos três anos na Europa.

A proposta será apresentada com três hipóteses de escolha aos ministros da Justiça dos Estados-membros. A legislação terá de ter um conjunto de critérios comuns para a partilha de provas, como a respetiva requisição que terá de ser feita às empresas de tecnologia e que tipo de informação poderá ser consultada. Em cima da mesa está ainda a opção de a polícia ter acesso aos dados diretamente através de uma cloud (uma nuvem de armazenamento de informação online).

Os ataques terroristas recentes e as ameaças crescentes na Europa farão com que haja mais entendimento entre os ministros.

Věra Jourová

Comissária europeia para a Justiça

Mais recentemente, os dois ataques em Londres e Manchester trouxeram de volta o tema da capacidade das forças policiais em prevenir os ataques, identificando previamente as redes de terroristas. Parte dessa discussão passa pelo debate sobre a partilha de informação, uma vez que as autoridades policiais alegam que as provas online estão fora do seu alcance.

A comissária europeia para a Justiça afirmou à Reuters que “os ataques terroristas recentes e as ameaças crescentes na Europa farão com que haja mais entendimento entre os ministros [da Justiça europeus]”. “Mesmo entre aqueles que são de países onde não houve nenhum ataque terrorista“, acrescentou Věra Jourová.

As novas regras deverão ser apresentadas pela Comissão Europeia até ao final do ano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresas tecnológicas terão de dar informação às polícias europeias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião