Alar Kolk: EIA “é o programa de educação mais avançado do mundo”

  • ECO
  • 20 Junho 2017

Presidente da European Innovation Academy explica as características que fazem da academia o mais avançado programa educacional do mundo.

Alar Kolk, presidente da European Innovation Academy, sublinha o caráter prático do programa na aceleração do processo de aprendizagem para ser empreendedor.

1. O que é que faz da EIA um programa diferente? Qual é a vossa “vantagem competitiva”?

O programa de empreendedorismo da nova geração da EIA é o programa de educação mais avançado a nível mundial. Foi desenvolvido ao longo de 5 anos por representantes de instituições de topo da Silicon Valley – UC Berkeley, Stanford University e Google – até se tornar uma experiência uniforme e abrangente que ajuda alunos a fazer da sua ideia uma startup em apenas 15 dias. Isto significa que é um programa empírico, interdisciplinar e internacional.

O programa é empírico porque põe as palestras matinais em prática, o que permite aplicar de imediato os novos conhecimentos à equipa e aos mentores pessoais. Para aprender sobre empreendedorismo, tem de se ser empreendedor. Os mentores são empreendedores já experientes, que vão supervisionar cada participante e garantir que os novos conhecimentos são aplicados corretamente durante os processos de desenvolvimento e lançamento do protótipo do produto, bem como durante o processo de interação com centenas de clientes.

O programa é interdisciplinar na medida em que traça perfis de competência: os participantes serão divididos em equipas com base nas suas competências, interesses e conhecimentos. Tal vai criar um fluxo de trabalho positivo entre os membros da equipa, bem como um ambiente de aprendizagens rico e diversificado para todos os participantes.

O programa é internacional: as parcerias com instituições de renome, as centenas de nações participantes e os melhores alunos vindos de todo o mundo fazem da EIA o sítio perfeito para iniciar as tão importantes cooperações internacionais. Com o programa de empreendedorismo da EIA, os participantes têm acesso a capital de excelência para as suas startups.

2. É verdade que nove em cada dez startups falham? Ou isso é só um mito? O que é preciso para ficar incluído nesses 10%?

As startups precisam de uma boa equipa que consiga aprender rapidamente com os insucessos e que consiga descobrir o enquadramento do produto no mercado. A equipa tem de ter um conjunto diversificado de competências e um plano ambicioso para mudar os modelos de negócio e indústrias que já existem.

3. A inovação digital é o futuro? Como?

Todos os produtos vão acabar por se tornar digitais. Hoje em dia, já todas as empresas exploram tecnologias da sua área de negócios. A transformação digital vai oferecer novas vantagens competitivas, vai permitir que os negócios tradicionais assegurem o seu funcionamento no futuro e vai também oferecer oportunidades às startups de desenvolvimento de novos mercados. As inovações e empresas são cada vez mais digitais desde a sua génese; isto acontece porque os próprios clientes criam novas expectativas em relação aos produtos, serviços e experiências únicas que pretendem adquirir.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alar Kolk: EIA “é o programa de educação mais avançado do mundo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião