Operação da SATA condicionada por incidente com carro de catering

  • Lusa
  • 27 Junho 2017

Uma viatura de catering danificou na segunda-feira à noite uma porta de um avião da transportadora SATA no aeroporto de Lisboa, situação que está esta terça-feira a condicionar a operação da empresa.

Uma viatura de catering danificou na segunda-feira à noite uma porta de um avião da transportadora SATA no aeroporto de Lisboa, situação que está esta terça-feira a condicionar a operação da empresa.

“Uma viatura de ‘catering’ que ia abastecer o avião A320, para depois este fazer o voo da noite Lisboa-Ponta Delgada, encostou-se à aeronave e embateu numa porta, danificando-a”, afirmou António Portugal, explicando que a porta tem de ser reparada, pelo que a aeronave está fora de serviço.

António Portugal afirmou que esta ligação aérea foi assegurada por outro avião que a companhia tinha, mas hoje, devido a este incidente, “a SATA não consegue realizar os voos Lisboa-Ponta Delgada, Ponta Delgada-Porto, Porto-Ponta Delgada e Ponta Delgada-Lisboa”.

“Nestas ligações estão 400 passageiros e estamos a tentar arranjar alternativas àqueles voos de forma a transportá-los o mais rapidamente possível”, garantiu.

"Uma viatura de ‘catering’ que ia abastecer o avião A320, para depois este fazer o voo da noite Lisboa-Ponta Delgada, encostou-se à aeronave e embateu numa porta, danificando-a.”

António Portugal

Porta-voz da TAP

No domingo, registou-se um outro incidente com uma aeronave A310 da SATA, depois de aterrar em Boston, nos Estados Unidos da América, proveniente de Ponta Delgada.

“Ao passar da pista para o ‘taxiway’ para acesso ao estacionamento, o avião danificou duas luzes de sinalização da faixa”, informou António Portugal.

A aeronave “não teve qualquer dano, mas perante estas circunstâncias tem que ser inspecionada”, referiu o porta-voz da SATA, esclarecendo que esta aguarda “neste momento a autorização da construtora, a Airbus, para voar”.

Segundo António Portugal, hoje ou o mais tardar na quarta-feira, o avião estará operacional, mas face a este incidente a SATA foi forçada a cancelar as ligações Boston-Ponta Delgada no domingo e na segunda-feira Ponta Delgada-Boston.

Este mês foi ainda registado um outro incidente entre um avião da SATA e a viatura de reboque em Boston, o que cancelou também um voo que tinha com destino final Barcelona.

Neste caso, registou-se um incidente quando o avião A310 da estava a preparar-se para sair de Boston e a viatura que o estava a rebocar, ocorrendo um embate, o que danificou a aeronave.

“Este primeiro avião já está em Lisboa e hoje retoma a operação”, garantiu António Portugal. Explicando que “estes são um conjunto de incidentes que têm afetado a operação da SATA”, o responsável frisou que “estas situações não têm origem em avarias técnicas” e que “a segurança é a primeira prioridade da companhia”.

“Estamos a fazer o melhor possível para arranjar alternativas à falha de aeronaves, que provoca grandes constrangimentos operacionais, e fazer todos os possíveis para regularizar a operação”, acrescentou António Portugal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Operação da SATA condicionada por incidente com carro de catering

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião