Direto “Não deixamos de lutar pelo que falta fazer. Não passamos cheques em branco”

  • Marta Santos Silva
  • 12 Julho 2017

O debate do Estado da Nação chega no que foi chamado por Pedro Nuno Santos "o momento mais difícil" deste Executivo. Mas António Costa vai ter de saber responder às perguntas mais complicadas.

O debate do Estado da Nação traz o primeiro-ministro ao Parlamento numa altura de grande pressão para o Executivo. Com os incêndios em Pedrógão Grande ainda com responsabilidades por apurar, o assalto aos paióis de Tancos a marcar a atualidade do lado da Defesa, e ainda a exoneração de três secretários de Estado no âmbito do caso Galpgate, António Costa vai ter de saber responder às perguntas dos deputados. O ECO preparou-lhe uma cábula para relembrar os temas que deverão marcar este debate.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

“Não deixamos de lutar pelo que falta fazer. Não passamos cheques em branco”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião