Fisco francês encaixa 300 milhões de euros com chegada de Neymar

  • Lusa
  • 3 Agosto 2017

Em causa estão os impostos que o jogador vai pagar por causa do seu salário milionário de 30 milhões de euros por ano, mas também os impostos da transferência de 222 milhões de euros.

O ministro das Finanças de França congratulou-se esta quinta-feira com o impacto fiscal que terá a transferência do futebolista brasileiro Neymar do FC Barcelona para o Paris Saint-Germain, que vai acionar a cláusula de rescisão de 222 milhões de euros.

Se Neymar chega a um clube francês, então o ministro das Finanças congratula-se com os impostos que pagará em França”, disse Gérald Darmanin, numa entrevista à estação de rádio France Inter.

Segundo um cálculo publicado pelo jornal Le Figaro, a chegada de Neymar ao Paris Saint-Germain permitirá às finanças públicas francesas encaixarem 300 milhões de euros em cinco anos, 100 deles referentes aos 222 milhões da cláusula de rescisão.

É melhor que um jogador pague os seus impostos em França do que noutro país”, referiu Darmanin, recusando confirmar os números publicados pelo Le Figaro.

Depois da realização de exames médicos no Porto, na quarta-feira, Neymar deverá chegar esta quinta-feira a Paris. A celebração de contrato e a apresentação à imprensa deverão realizar-se na sexta-feira.

Liga espanhola recusa venda

Segundo a jornal espanhol a Marca, o advogado especialista em direito desportivo representante do PSG, Juan de Dios Crespo, ficou encarregue de entregar os 222 milhões de euros na sede da Liga espanhola, mas o cheque terá sido recusado. Segundo fontes da Liga, citadas pelo jornal, o presidente terá recusado o pagamento da cláusula de rescisão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fisco francês encaixa 300 milhões de euros com chegada de Neymar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião