Proteção Civil: Quer conhecer o SIRESP ao ínfimo detalhe?

  • Marta Santos Silva
  • 14 Agosto 2017

Alega-se que falha todos os anos e pode ter de indemnizar o Governo por Pedrógão Grande, mas o que é de facto o SIRESP, e como funciona? Um vídeo mostra todos os detalhes tecnológicos do sistema.

Os relatórios e as notícias parecem contradizer-se — uns garantem que o SIRESP é a melhor solução possível, outros que falha todos os anos nas situações de emergência em que foi criado para funcionar. O sistema de comunicação de emergência conhecido como SIRESP chega alegadamente a registar falhas de 13% da rede nacional, e o Governo anunciou na semana passada que vai pedir uma indemnização à empresa privada que gere o sistema pelas falhas em Pedrógão Grande, durante o incêndio que matou 64 pessoas.

A Proteção Civil divulga agora um vídeo, partilhado também nas redes sociais do Ministério da Administração Interna, com quase dez minutos em que é explicada ao detalhe a tecnologia do SIRESP e como os aparelhos devem ser utilizados pelas forças de segurança que deles dependem. Com uma segunda versão dedicada ao sistema de rádio Sepura, o vídeo divulgado no Twitter explica com pormenor como se utiliza o sistema de rádio Motorola.

O vídeo destaca que a rede SIRESP recorre à tecnologia Tetra, “usada pela maioria dos países da União Europeia”, que difere e parte das redes tradicionais de telemóveis ou de outros sistemas de comunicação rádio pelo uso de técnicas de criptografia. O vídeo esclarece ainda qual a linguagem que deve ser utilizada em caso de emergência.

Para o futuro, a ministra da Administração Interna formou um grupo de trabalho — com um prazo de dois mesestendo em vista melhorar o desempenho do SIRESP, principalmente com a execução de uma solução de redundância. Constança Urbano de Sousa apontou para o início do próximo ano como meta da melhoria da rede de comunicações de emergência: em causa estão ações de reparação de torres físicas, a capacitação dos utilizadores da rede, o cumprimento do calendário de reuniões, dos relatórios de desempenho e da análise das queixas. Uma das prioridades será a formação dos utilizadores da rede.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Proteção Civil: Quer conhecer o SIRESP ao ínfimo detalhe?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião