TAP quer reforçar posição no mercado norte-americano. Vai voltar a ser Air Portugal

  • ECO
  • 16 Agosto 2017

Mudança ocorre em setembro e pretende facilitar a associação da marca a uma companhia aérea no mercado norte-americano.

A TAP vai recuperar, a 14 de setembro setembro, a designação Air Portugal, que perdeu em 2005, quando apresentou a imagem atual. O rebranding pretende facilitar a associação da marca a uma companhia aérea no mercado norte-americano, escreve o Negócios (acesso pago) esta quarta-feira.

“A TAP atravessa um momento de forte crescimento na América do Norte. Nesta fase, sentimos a necessidade de, em termos de marca, nos afirmarmos com um posicionamento mais forte de reconhecimento de companhia aérea, mantendo a forte associação a Portugal”, explica fonta da TAP, citada pelo jornal.Foi em fevereiro de 2005 que a companhia apresentou a a atual imagem corporativa, deixando de ser Air Portugal para passar a TAP.

Agora, a marca TAP Portugal vai passar a TAP Air Portugal, “tendo por base estudos de mercado e o aconselhamento da agência publicitária que contratámos nos EUA”, a BBH, diz ainda a companhia. A mudança ocorre por fases e o primeiro avião a incluir a designação TAP Air Portugal deverá começar a voar a 14 de setembro.

Na primeira edição do Espaço Conversas Soltas, promovido pelo ECO e pelo banco Popular em julho, Paula Canada, responsável pela estratégia de comunicação da TAP, já tinha afirmado que o público em geral, no estrangeiro, não associa a TAP a uma companhia aérea se o logótipo não for acompanhado por uma imagem de um avião.

Também em julho, aterrou no aeroporto de Lisboa o A-330, uma espécie de montra gigante da TAP — com andorinhas, corações de Viana e galos de Barcelos, por exemplo –, especialmente pensado para o mercado norte-americano. O avião único faz parte da estratégia de reforço da TAP no mercado norte-americano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

TAP quer reforçar posição no mercado norte-americano. Vai voltar a ser Air Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião