Mais voos em Portugal, mas um quinto aterra com atraso

  • Lusa
  • 17 Agosto 2017

O número de voos sobe mais de 10% em relação a 2016, mas a falta de pontualidade é frequente. O aeroporto de Lisboa regista mais atrasos enquanto Porto e Faro melhoram. Este último é o mais pontual.

Cerca de 112 mil voos partiram de Portugal nos primeiros sete meses do ano, mais 12% do que em igual período de 2016, sendo que a falta de pontualidade ronda os 20%, revelam hoje os dados da AirHelp.

Em comunicado, a empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos e que reclama a liderança mundial na obtenção de compensações por perturbações em voos, refere que entre janeiro e julho “cerca de 112 mil voos partiram de Portugal, mais cerca de 12 mil do que no período homólogo de 2016”. Em média, adianta, “cerca de 20% dos aviões que saíram dos principais aeroportos portugueses chegaram ao destino com atraso“, sendo que as partidas do aeroporto de Lisboa “são as que menos cumprem os horários”.

Da análise aos voos com partida dos principais aeroportos portugueses, a AirHelp concluiu que a falta de pontualidade “continua elevada – a taxa de pontualidade compreende o número de voos que chegaram ao destino antes ou dentro do horário previsto ou com um atraso inferior a 15 minutos”. “Apesar de a maioria dos voos ter cumprido o horário de chegada ao destino, a taxa de atrasos continua alta: entre os 15% e os 27%, dependendo do aeroporto de partida“, acrescenta.

Os atrasos nos aeroportos portugueses “acontecem com mais frequência do que noutros países europeus e talvez sejam a ocorrência mais habitual”, afirma o diretor regional da AirHelp de Portugal e Brasil, Bernardo Pinto, citado em comunicado. “Existe ainda uma margem larga de melhoria nesta matéria, com repercussões na vida dos passageiros, que muitas vezes passam por momentos de desgaste à espera de informações, perdem ligações, chegam tarde ao seu destino, perdem tempo de férias ou de trabalho… E o que poucos sabem é que se chegarem ao destino final com um atraso superior a três horas podem pedir uma compensação à companhia aérea”, acrescentou.

No entanto, em termos gerais, a “pontualidade melhorou ou manteve-se” nos aeroportos portugueses. Os aeroportos do Porto e de Faro foram os que “melhoraram em quatro pontos percentuais a média de pontualidade nos últimos sete meses”, destacou. O aeroporto da Madeira “manteve o desempenho, enquanto Lisboa baixou a ‘performance’ neste parâmetro”, refere a AirHelp, que aponta que, “em média, 27% dos voos que partem” daquele aeroporto “chegam ao destino com atraso”.

Já no caso do aeroporto de Faro, considerado “o mais pontual”, apesar da melhoria, ainda contou com “15% dos voos” com atraso no destino. “As taxas de pontualidade dos aeroportos portugueses estão em linha com as de alguns dos principais e mais movimentados aeroportos da Europa, que apresentam números bastante superiores relativamente a partidas, quando comparados com os aeroportos de Portugal”, apontou o diretor regional (‘country manager’).

De acordo com a AirHelp, “a taxa de pontualidade dos voos que partem de Portugal é mais elevada à segunda-feira (80% dos voos chegam ao destino dentro do horário previsto)”, enquanto quinta-feira “parece ser o dia mais propício a perturbações – mais de um quarto dos voos (26%) chegam ao destino com atraso”. A AirHelp refere que a pior hora para viajar é o princípio da tarde e a melhor altura é à noite ou de madrugada. “O melhor período do dia para viajar é no horário 22:00/05:59, que surge no topo da pontualidade, com uma taxa de sucesso de 81%”, salienta.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mais voos em Portugal, mas um quinto aterra com atraso

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião