Petróleo até desvaloriza, mas combustíveis podem subir

Sim, leu bem. O preço do barril está a desvalorizar esta semana, mas isso não deverá significar combustíveis mais baratos na próxima semana. Pelo contrário. Até podem subir.

Atestar o depósito pode ficar mais caro na próxima segunda-feira.Paula Nunes / ECO

Atestar o depósito do automóvel pode ficar mais caro na próxima semana, ainda que o preço do barril de petróleo tenha desvalorizado desde o início da semana. Tanto a gasolina como o gasóleo têm margem para ligeiros agravamentos: as subidas não deverão ir além do meio cêntimo. Mas a evolução dos preços nos mercados internacionais pode não justificar sequer uma atualização do preçário nas bombas de gasolina na segunda-feira, o que deixaria tudo na mesma.

De acordo com cálculos do ECO, com base nos dados da Bloomberg, os condutores portugueses poderão assistir a um agravamento até ao meio cêntimo por litro da gasolina e do diesel. A acontecer, anularia parte das descidas no preço verificadas no início desta semana.

Ainda assim, não é certo que os postos de abastecimento procedam a uma revisão dos preços. Isto porque se trata de uma valorização marginal. O comportamento dos mercados petrolíferos ao longo desta sexta-feira poderão ajudar a clarificar.

Para já, o preço médio da tonelada métrica da gasolina e do gasóleo apresentam-se com subidas de 0,89% e 0,62%, já convertido em euros, respetivamente, contrariando a desvalorização superior a 1% que preço do barril de ouro negro vai acumulando ao longo da semana de negociação em Londres.

Contas feitas, segundo os dados da Direção Geral de Energia e Geologia, o litro do gasóleo poderá manter-se perto dos 1,20 euros, enquanto a gasolina poderá seguir nos 1,433 euros, valores atualmente praticados nos postos de abastecimento em Portugal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo até desvaloriza, mas combustíveis podem subir

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião