Setembro anima bolsa nacional. BCP ganha mais de 1%

Depois de um mês de agosto vermelho na bolsa nacional, a praça portuguesa entra no novo mês com o "pé direito". Segue a tendência da Europa à boleia do BCP.

A bolsa nacional arrancou o mês a subir. Depois de uma queda de 1% em agosto, setembro está a ser positivo para o índice português que acompanha, assim, o comportamento positivo das restantes praças europeias. O destaque vai para o BCP que ganha mais de 1%, corrigindo das fortes quedas recentes.

O índice de referência do mercado de capitais português, o PSI-20, segue a valorizar 0,19% para 5.166,42 pontos. Na Europa, depois de indicadores económicos positivos, mas também fruto do bom desempenho das praças norte-americanas, a tendência é igualmente positiva com os índices a registarem ganhos entre 0,3% e 0,8%.

O BCP destaca-se. Os títulos do banco liderado por Nuno Amado prosseguem a recuperação depois de várias sessões marcadas por quedas acentuadas. Depois de subirem mais de 3% na última sessão de agosto, as ações avançam 1,57% para 22,69 cêntimos à entrada do mês de setembro.

A EDP, com uma subida de 0,71% para 3,25%, também dá um impulso ao indice português, bem como a EDP Renováveis que ganha 0,36% e a Galp Energia,. com uma subida de 0,32%. A petrolífera valorização à boleia das cotações do petróleo, puxadas pelo furacão Harvey. Esta evolução do petróleo vai levar a gasolina a registar a maior subida em dois anos.

(Notícia atualizada às 8h18 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Setembro anima bolsa nacional. BCP ganha mais de 1%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião