Não há duas sem três: PSI-20 volta a deslizar. EDP pesa

Num dia de ganhos na Europa, a bolsa nacional perdeu valor. A EDP foi a cotada que mais pesou, levando o índice para recuar pela terceira sessão consecutiva.

A bolsa portuguesa fechou em queda pela terceira sessão consecutiva. Manteve-se no vermelho, apesar da recuperação de maior parte das congéneres europeias, penalizada pela queda do setor energético. A influenciar negativamente a negociação na praça nacional esteve essencialmente a EDP.

O principal índice português fechou a cotar nos 5.129,71 pontos, uma quebra de 0,12%. Destoou das bolsas europeias, que retomaram timidamente os ganhos com uma subida de 0,06% no Stoxx 600. O DAX, da Alemanha, foi o que mais valorizou, registando um ganho de 0,75%.

A EDP marcou a sessão pela negativa. Acentuou a tendência da abertura, caindo 1,01% para os 3,22 euros, num dia de quedas para todas as empresas do setor. A EDP Renováveis cedeu 0,04%, enquanto a Galp Energia perdeu 0,63% para 14,10 euros, apesar da subida dos preços do petróleo à boleia do furacão Irma.

Nota negativa também para o BCP. O banco liderado por Nuno Amado terminou o dia nos mercados com nova desvalorização, apesar de ter arrancado no verde. O banco caiu 0,14% para os 21,48 cêntimos.

A travar maiores perdas estiveram os títulos do setor papeleiro. A Navigator e a Altri registaram subidas de 1,99% para os 3,63 euros e de 1,48% para os 3,70 euros, respetivamente.

A maior subida da sessão coube, contudo, à Pharol, que fechou a sessão a subir 4,01% para os 0,311 euros por ação.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Não há duas sem três: PSI-20 volta a deslizar. EDP pesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião