Prejuízos da Cimpor caem para 199 milhões de euros

A cimenteira nacional cortou as perdas em mais de 62%, tendo registado um resultado líquido negativo de 199 milhões de euros no primeiro semestre.

A Cimpor continua a dar prejuízo, mas está a melhorar as contas. A cimenteira portuguesa apresentou esta quarta-feira um prejuízo de 199 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, valor que representa uma redução das perdas de 62,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Ainda assim, a contribuir para o resultado negativo esteve o registo de uma imparidade no mercado brasileiro.

Num relatório enviado à CMVM, a empresa reportou um crescimento homólogo de 2,6% do volume de negócios entre janeiro e junho, para 920,9 milhões de euros. “A procura de cimento em Portugal deverá ter subido cerca de 20% e as exportações da Cimpor recuperaram 15%. Na África do Sul, registou-se um aumento de 35% no volume de negócios e de dois dígitos no EBITDA”, justificou a empresa.

Em termos gerais, o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) caiu 2,6%, em termos homólogos, para 165,7 milhões de euros. Ainda assim, a Cimpor sublinhou o “crescimento de EBITDA na Argentina, Paraguai e África do Sul” que “permitiu mitigar adversidades noutras geografias”. “O EBITDA excluindo efeitos não recorrentes manteve-se estável face ao” primeiro semestre do ano passado, acrescentou.

“A unidade de negócios Brasil, ainda afetada pelo contexto local, respondeu à contração de EBITDA com novas iniciativas para aumento de eficiência. Ainda assim, o atraso na recuperação do mercado brasileiro forçou o registo de uma imparidade de ativos de 192 milhões de euros, determinante para o resultado líquido negativo”, explicou a empresa.

Do ponto de vista do trimestre, a Cimpor registou um resultado líquido negativo atribuível aos acionistas de 164,2 milhões de euros entre abril e junho, uma queda de 66,2% em relação ao trimestre homólogo. Nestes três meses, a empresa gerou um volume de negócios de 468 milhões de euros.

Comentários ({{ total }})

Prejuízos da Cimpor caem para 199 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião