Santander Totta obtém mil milhões com créditos à habitação

  • Rita Atalaia
  • 19 Setembro 2017

O banco liderado por António Vieira Monteiro colocou mil milhões de euros em dívida garantida por créditos à habitação. A taxa ficou nos 1,25%.

O Santander Totta foi ao mercado de obrigações hipotecárias — títulos de dívida garantidos por carteiras de créditos à habitação. Obteve mil milhões de euros numa emissão a dez anos, o que, segundo o banco liderado por António Vieira Monteiro, não acontecia há sete anos. A taxa de juro anual será de 1,25%, uma taxa que dá margem à instituição para apresentar taxas mais competitivas nos novos créditos, nomeadamente para a compra de casa.

“O Santander Totta colocou no mercado mil milhões de euros em obrigações hipotecárias a dez anos, cuja taxa de juro ficou 100 pontos base abaixo da República Portuguesa e 18 pontos base abaixo do Reino de Espanha“, lê-se no comunicado enviado pelo banco. A instituição financeira refere que a operação foi “um enorme sucesso”, com a “procura a superar os 3.300 milhões de euros e atraído mais de 150 investidores europeus”.

"O Santander Totta colocou hoje no mercado mil milhões de euros em obrigações hipotecárias a dez anos, cuja taxa de juro ficou 100 pontos base abaixo da República Portuguesa e 18 pontos base abaixo do Reino de Espanha.”

Santander Totta

Segundo o Totta, o banco é o “primeiro a lançar uma emissão de obrigações hipotecárias com a maturidade de 10 anos. Desde 2010 que não se emitiam este tipo de títulos com esta maturidade“. A mais recente emissão do género foi feita pelo BCP, mas com maturidade de cinco anos. O banco liderado por Nuno Amado obteve mil milhões de euros, numa emissão concorrida que permitiu baixar o custo de financiamento face às taxas inicialmente previstas.

Este financiamento a esta taxa dá margem ao banco liderado por Vieira Monteiro para apresentar taxas mais competitivas nos novos empréstimos para a compra de casa. Atualmente, o banco conta com um spread mínimo de 1,25%, sendo um dos mais baixos no mercado, a par do Bankinter e do BCP.

O crédito à habitação continua a ser o principal motor do crescimento dos empréstimos às famílias. Segundo o Banco de Portugal, em julho, os bancos concederam 683 milhões de euros em novos empréstimos com essa finalidade. Este montante corresponde a um aumento de 41% face ao valor registado no mesmo mês do ano passado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Santander Totta obtém mil milhões com créditos à habitação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião