Congresso da APDC vai reunir “quase 10% do PIB”

  • Lusa
  • 22 Setembro 2017

Digital Business Congress vai realizar-se nos próximos dias 27 e 28 de setembro e vai reunir "quase 10% do PIB". O 27º congresso anual em Lisboa vai debater a atual situação do setor dos media.

A Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC) realiza entre 27 e 28 de setembro o seu 27.º congresso anual em Lisboa, o Digital Business Congress, que reúne “quase 10% do PIB“, segundo a organização.

“O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, será o presidente do maior encontro anual das TCI [tecnologias de informação e comunicação] e media em Portugal e um evento de referência no panorama português”, refere a APDC, em comunicado.

No congresso deste ano, onde é aguardado o debate sobre a atual situação do setor dos media e a operação de compra da Media Capital, dona da TVI, pelo grupo Altice (que tem a PT Portugal/Meo), será lançado o estudo “A Economia Digital em Portugal 2017 – Casos de transformação digital”.

“Este é o primeiro estudo feito sobre a caracterização da economia e da sociedade digitais em Portugal, que envolveu 20 empresas do setor das TCI e media e cerca de 68 autores, um trabalho verdadeiramente colaborativo”, adianta a APDC.

A sessão de abertura, no dia 27 de setembro, contará com as presenças do chefe de Estado, da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, e do presidente da APDC, Rogério Carapuça. Os ministros da Educação e da Ciência, Tecnologia e Ensino superior irão assistir à abertura da sessão, adianta a organização.

No primeiro dia terá lugar o Estado da nação dos media enquanto no último dia será a vez de abordar o Estado da nação das comunicações. De acordo com a APDC, caberá ao primeiro-ministro encerrar o congresso.

Comentários ({{ total }})

Congresso da APDC vai reunir “quase 10% do PIB”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião