João Borga sobre Web Summit: “Internacionalização ao mais baixo custo”

  • Ana Batalha Oliveira
  • 22 Setembro 2017

João Borga, da Startup Portugal, afirma que a Web Summit é a "é a maior oportunidade de internacionalização ao mais baixo custo" para as startups portuguesas.

Esta sexta-feira, na conferência Start Tech — um “aquecimento” para a Web Summit — João Borga, representante da Startup Portugal, referiu-se a este grande evento da tecnologia como “a maior oportunidade de internacionalização ao mais baixo custo” que está atualmente à disposição das startups portuguesas. Mas não é o único — e as outras oportunidades também foram faladas.

Internacionalização é uma das grandes prioridades da Startup Portugal, que se tem esforçado por ordenar e promover o ecossistema empreendedor nacional. Quer-se “atrair o maior número de startups e permitir que as nossas vão para fora”, explica João Borga. Neste âmbito destaca o Web Summit, pela capacidade que dá às startups de estabelecerem contactos. “Se nos soubermos focar, conseguimos abrir a porta de outros países”, acredita João Borga. Isto, “ao mais baixo custo”, defende. Contudo, existem outras oportunidades: a startup Portugal está a promover a presença dos empreendedores nacionais em receções oficiais e eventos de Estado, numa tentativa de sensibilizar os decisores políticos para as necessidades.

O financiamento é outra questão essencial numa altura em que “estamos a perder startups para fora” pela falta de investimento. Existem vários programas, mas o Startup Voucher é aquele que “mais nos distingue”, diz João Borga. “Tenho a certeza que vão sair startups que nos vamos ouvir falar muitos anos”, garante. Neste momento, há candidaturas abertas para uma bolsa de um ano. Para já, o programa já apoiou cerca de 200 empresas, que através dele conseguiram não só o financiamento, mas o apoio de incubadoras.

Tenho a certeza que vão sair startups [do programa Startup Voucher] que nós vamos ouvir falar durante muitos anos

João Borga

Startup Portugal

O ecossistema “está a crescer” e quer-se que todos tenham oportunidade de fazer parte. Por isso, João Borga fez também referência ao Startup Momentum, o programa “mais pequeno mas mais acarinhado”, que permite a empreendedores que não fazem parte da classe média — uma classe social com mais facilidade para arriscar abrir o próprio negócio — entrarem no ecossistema. Dá financiamento e até alojamento. É “ultra-competitivo”, avisa João Borga, mas por isso mesmo acredita na longevidade. Estes empreendedores “trabalham de manhã à noite e só vêm ao empreendimento para dormir”, conta.

Ninguém nos garante a nós que a próxima Farfetch não vai crescer em Guimarães

João Borga

Startup Portugal

As cerca de vinte iniciativas da Startup Portugal que atuam ao nível da internacionalização, financiamento e das restantes falhas no ecossistema pretendem equilibrar as oportunidades que para já estão muito centradas em Lisboa e no Porto, e, nas palavras de João Borga, “Ninguém nos garante a nós que a próxima Farfetch não vai crescer em Guimarães”, pelo que se pretende o mesmo nível de oportunidade.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

João Borga sobre Web Summit: “Internacionalização ao mais baixo custo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião