Em direto: Start Tech. Aqui fala-se de startups e tecnologia

  • ECO
  • 22 Setembro 2017

A lotação esgotou, mas pode assistir aqui, em direto, à conferência Start Tech-Empreendedorismo e Tecnologia, um evento do ECO com alguns dos nomes mais proeminentes do panorama nacional de startups.

A lotação esgotou cedo, mas não há problema. O ECO transmite em direto a conferência Start Tech – Empreendedorismo e Tecnologia, que se realiza durante toda a manhã desta sexta-feira na Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, em Lisboa.

O ecossistema nacional de startups nunca esteve tão desenvolvido. São cada vez mais as empresas portuguesas de base tecnológica a darem cartas por cá, mas também lá fora. Por isso, e numa altura em que o país se prepara para acolher mais uma edição da Web Summit, torna-se pertinente discutir algumas questões ligadas a esta nova realidade.

Como vai evoluir esta paisagem empresarial? Como afirmar Lisboa, e Portugal em geral, como um exemplo internacional? Como tornar Portugal num hub tecnológico? Como contribuem estas empresas para a economia portuguesa? Estas são só algumas das questões a que o ECO se propõe explorar na conferência desta sexta-feira, que decorre entre as 9h e as 13h.

Nos vários painéis marcarão presença alguns dos mais proeminentes nomes do panorama nacional de startups, com responsáveis de empresas como a Science4you, Uniplaces, Yoochai, Indie Campers, Freaklost, Upframe, All Desk, Kinematic, Nozomi e Thoughts Feels.

Não perca ainda as intervenções de João Vasconcelos, ex-secretário de Estado, com um balanço de um ano após o Web Summit (a vinda do evento foi negociada pelo anterior Governo e anunciado por Paulo Portas enquanto era ministro dos Negócios Estrangeiros), bem como a de João Borga da Startup Portugal. A conferência será encerrada por Miguel Fontes, diretor da Startup Lisboa.

Programa completo

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Em direto: Start Tech. Aqui fala-se de startups e tecnologia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião