Há mais pixeis no ecrã da Google. E são de alta resolução

  • Juliana Nogueira Santos
  • 4 Outubro 2017

Foi um dia de novidades para a Google. Desde um novo computador a uma nova versão do seu telemóvel topo de gama, os concorrentes terão motivos para ficar preocupados.

Nesta sessão de apresentação da Google, foram muitos os produtos novos.Google

Com a Apple e a Samsung a chegarem ao Natal com novos aparelhos, a Google não quis perder o lugar no saco do Pai Natal e lançou dois novos smartphones Pixel, criando assim uma segunda geração dos seus aparelhos topo de gama. A juntar-se a estes estão também um novo computador portátil, um assistente mini para casa e muitos acessórios.

Num evento bem mais pequeno que o anual I/O ou a última apresentação da Apple, Sundar Pichai iniciou a apresentação com algumas palavras de apreço pelas vítimas do tiroteio em Las Vegas. “Os nossos sentimentos e orações vão para as vítimas”, afirmou o CEO da tecnológica. Entretanto, a apresentação começou pelas novidades ao nível do software, principalmente da inteligência artificial.

“Temos de repensar a maneira como os computadores trabalham”, constatou Sundar Pichai. “Os computadores vão ter de se adaptar às pessoas, e não ao contrário”. Assim, a Google apostará na melhoria da aplicação da inteligência artificial aos seus produtos, desde o Maps, às fotografias, à própria interação com os aparelhos.

Porém, e ainda que muitos dos avanços divulgados pela Google sejam obstáculos ultrapassados no setor, o anúncio mais esperado era o dos novos smartphones, o Pixel 2 e o Pixel 2 XL. Ambos inspirados nos ecrãs com pouca margem, utilizados pelos seus principais concorrentes, apresentam ecrãs OLED, câmaras de 12,2 megapíxeis, estrutura metálica resistente à água e carregamento rápido.

As diferenças entre as duas versões do aparelhos estão no ecrã — com o Pixel 2 a apresentar um ecrã de 5 polegadas e o 2 XL um de 6 polegadas — e na bateria. No campo do design, este não se distingue muito da versão anterior, estando disponível em três cores diferentes: Just Black, Clearly White e Kinda Blue.

É na câmara que a Google se continua a destacar. Depois de a câmara do Pixel ter conseguido uma classificação de 89 em 100 por parte da DxOMark, a do Pixel 2 conseguiu uma classificação de 98 em 100, tornando este o telemóvel com a melhor câmara do mercado. O utilizador Pixel tem também acesso ilimitado a armazenamento, para guardar todas as fotografias diretamente. E os preços? O Pixel 2 custa a partir de 649 dólares e o XL a partir de 849 dólares.

Para além dos telemóveis, a tecnológica apresentou uns auscultadores bluetooth, muito semelhantes aos AirPods, mas com o pormenor de estarem ligados um ao outro com um pequeno fio — dizendo assim adeus ao pensamento “e se perder um deles”. Estes possibilitam também fazer a tradução em tempo real em 40 idiomas. A Google ataca também o mercado atualmente liderado pela GoPro através de uma câmara pequena que permite captar imagens sem estar ligada a um telemóvel.

A má notícia é que, tal como a versão comemorativa do iPhone, pode ser bastante difícil ter acesso a estas novidades, visto que em Portugal nenhuma delas vai estar disponível.

Um novo portátil e mais assistência em sua casa

Passando da palma da mão para a secretária, a Google lança também uma nova versão do seu portátil, o Pixel Chromebook. Este é o mais fino — 10 milímetros — e mais leve: um quilo — computador produzido pela Google, sendo também convertível em tablet. Poderá ser utilizado com uma caneta, a Pixel Book Pen, que acresce em mais 99 dólares o preço do portátil — que é de 999 dólares.

O Google Home Mini é uma extensão para o Google Home, uma espécie de “filho” da torre principal.Google

Mas foi o assistente de casa da Google que sofreu mais atualizações. Foi-lhe acrescentado um “filho”, o Google Home Mini, que funciona como uma extensão à torre principal. Este tem o tamanho de um donut e vai permitir não só localizar o telemóvel dentro de casa com uma só chamada como também difundir uma mensagem pela casa toda.

Além deste, o Google Home Max, uma coluna com assistente incorporado, que adapta o som às características da divisão da casa, sincroniza-se com toda a família. Os novos produtos custam 49 e 399 dólares, respetivamente, não estando também disponíveis em Portugal.

Ainda que todas estas características pareçam novidades estrondosas, desde ontem que as fotos dos aparelhos têm corrido as redes sociais, visto que, sem querer, a Walmart colocou à venda os novos produtos na sua loja online. Ups…

Comentários ({{ total }})

Há mais pixeis no ecrã da Google. E são de alta resolução

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião