Tribunal ordena arresto da reforma de Ricardo Salgado

  • ECO
  • 4 Outubro 2017

O valor a que o ex-presidente do BES tinha atualmente direito era de 39 mil euros por mês -- um quarto do valor inicial.

O Tribunal de Instrução Criminal ordenou o arresto da pensão do ex-banqueiro Ricardo Salgado, no âmbito do caso BES, avança a TVI. Informação confirmada pelo ECO junto de fonte oficial do tribunal.

A reforma do fundo de pensões a que o antigo presidente do Banco Espírito Santo tinha direito tinha o valor líquido de aproximadamente 39 mil euros mensais, após uma redução de 25% sobre o valor inicial.

O arresto terá como objetivo garantir o pagamento de indemnizações e proteger os lesados do BES, caso Salgado venha a ser condenado com o mega processo denominado “Universo Espírito Santo”.

Ricardo Salgado é suspeito de corrupção, burla, fraude fiscal, branqueamento, falsificação de documentos e falsificação informática. No âmbito desse processo, esteve em prisão domiciliária de Julho a novembro de 2015, tendo ficado desde essa altura sujeito apenas à medida de coação de termo de identidade e residência.

Recentemente, o fundo de pensões pediu ao tribunal que o teto da pensão dada ao banqueiro não ultrapassasse os 11.500 euros ilíquidos por mês, sete vezes menos do que os 90 mil euros brutos a que tinha inicialmente direito.

 

Comentários ({{ total }})

Tribunal ordena arresto da reforma de Ricardo Salgado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião