Governo recua e retoma discussão sobre recibos verdes

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 10 Outubro 2017

Governo e Bloco reuniram-se hoje. Documento do Executivo que adiava novo regime fica sem efeito, diz José Soeiro.

Afinal, o novo regime contributivo dos trabalhadores independentes pode ficar fechado este ano. O Governo tinha indicado ao Bloco de Esquerda que as novas regras só deveriam entrar em vigor em 2019, mas comprometeu-se agora a retomar em breve as negociações, disse o deputado José Soeiro ao ECO.

Esta terça-feira, o Público noticiou que o novo regime contributivo dos recibos verdes seria novamente adiado, para 2019, remetendo para um documento do Ministério do Trabalho. A decisão gerou fortes críticas do BE. E, no final do dia, Bloco e Governo voltaram a reunir-se para discutir o tema.

Ao ECO, o deputado José Soeiro explica que o documento do Governo ficou sem efeito e que será feita uma task force para avançar nas negociações. O objetivo é chegar a acordo antes da votação do Orçamento do Estado mas nada está garantido, adiantou.

O novo regime prevê, entre outros pontos, que as contribuições dos trabalhadores independente sejam mais próximas do rendimento real.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo recua e retoma discussão sobre recibos verdes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião