Nobel da Economia preocupado com subida das bolsas

  • ECO
  • 11 Outubro 2017

O momento é de "grande incerteza", mas os mercados bolsistas continuam a bater sucessivos recordes. Ora, para o mais recente Nobel da Economia, Richard H. Thaler, isso é um mistério.

O recém-laureado com o Nobel da Economia, Richard H. Thaler, não compreende como é que a volatilidade nas bolsas é tão baixa numa altura em que a incerteza e o risco são tão elevados. Em diferentes entrevistas à Bloomberg e à Reuters, o professor norte-americano, considerado um dos pais da economia comportamental, disse que “parece que os mercados bolsistas estão a dormir a sesta”.

“Estaremos a viver no momento de maior risco das nossas vidas”, garantiu o economista, admitindo “não compreender” como é que os índices seguem a bater sucessivos recordes. “Estou preocupado, e parece que quando os investidores estão nervosos, tendem a assustar-se”, explicou.

Mas “nada parece assustar o mercado” neste momento. E se esta onda de ganhos se assenta nas expectativas de uma reforma tributária que deverá chegar pelas mãos da Administração do Presidente Donald Trump, então seria natural que os investidores estivessem mais cautelosos, o que não parece ser o caso. Desta feita, Richard H. Thaler confessou não saber onde é que os investidores estão a ir buscar confiança.

“É um mistério para mim. Isso e a inacreditável baixa volatilidade, numa altura de tão grande incerteza global”, afirmou, numa outra entrevista à agência Reuters.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Nobel da Economia preocupado com subida das bolsas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião