Operação Marquês: Confiante quanto à acusação? “Sim, com certeza”, diz DCIAP

  • Ana Batalha Oliveira
  • 11 Outubro 2017

Rosário Teixeira, o responsável pela acusação na Operação Marquês, diz que o DCIAP está confiante quanto à solidez da acusação, "senão não teria sido deduzida".

Confiante quanto à solidez desta investigação? “Sim, com certeza, senão não teria sido deduzida”, afirma Rosário Teixeira, o responsável pela acusação, em declarações transmitidas pela SIC Notícias. José Sócrates, Ricardo Salgado e Zeinal Bava terão agora que enfrentar o julgamento.

O DCIAP está confiante na acusação que faz a 28 arguidos no âmbito da Operação Marquês. Quando questionado acerca do possível impacto das críticas dos advogados, o Rosário Teixeira acrescenta “isso está resolvido processualmente, não é uma questão”. Quanto aos prazos, comenta apenas: “acabou quando acabou”, negando qualquer constrangimento ao tentar cumprir os prazos definidos pela PGR.

Momentos antes, também o diretor do DCIAP, Amadeu Guerra, afirmou que “cumprimos a nossa função” e que dentro do DCIAP “Todos estamos de consciência tranquila, claro”, recusando-se a prestar mais declarações.

No âmbito deste processo, José Sócrates é alvo de 31 acusações, enquanto o ex-banqueiro Ricardo Salgado foi alvo de 21 acusações, e o antigo presidente da PT, Zeinal Bava tem cinco acusações. Para além destes, o processo tem mais 25 acusados entre personalidades e empresas.

Comentários ({{ total }})

Operação Marquês: Confiante quanto à acusação? “Sim, com certeza”, diz DCIAP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião