IRS: Estudantes deslocados até 25 anos podem descontar 200 euros em rendas

Os estudantes que estejam deslocados passam a poder descontar no IRS rendas com a habitação até 200 euros por ano. Limite global sobe 100 euros nestes casos.

As despesas com rendas de casa dos estudantes até 25 anos que estejam deslocados das famílias passam a contar para as deduções do IRS. A novidade consta de uma versão preliminar do Orçamento do Estado para 2018, a que o ECO teve acesso.

De acordo com este documento, cuja versão final só será entregue esta sexta-feira pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, ao Parlamento, passam a ser dedutíveis como despesas de educação e formação “rendas de imóveis ou partes de imóveis”. Ou seja, os estudantes que estejam a arrendar, por exemplo, apenas um quarto, também podem deduzir essas despesas no IRS.

Contudo, o limite anual previsto para este tipo de deduções é de apenas 200 euros. Ainda assim, o limite global para deduzir despesas de educação sobe dos atuais 800 euros para 900 euros, caso a diferença seja devida a este tipo de despesas.

“É dedutível a título de rendas um valor máximo de 200 euros anuais, sendo o limite global de 800 euros aumentado em 100 euros quando a diferença seja relativa a rendas,” lê-se no documento.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

IRS: Estudantes deslocados até 25 anos podem descontar 200 euros em rendas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião