Incêndios: CDS admite avançar com moção de censura ao Governo

  • ECO
  • 17 Outubro 2017

O CDS admite apresentar uma moção de censura ao Governo de António Costa, depois da tragédia provocada pelos incêndios este ano. Mas ainda vai falar com o Presidente Marcelo.

O CDS-PP admite avançar com uma moção de censura ao Governo de António Costa, avançam esta terça-feira o Público e a TSF. A decisão deverá contudo ser definitivamente tomada apenas depois da conversa que está pedida ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Depois dos incêndios que deflagraram no país entre domingo e segunda-feira, com dezenas de vítimas mortais, a direção dos centristas decidiu antecipar em um dia a reunião que tinha marcada para quarta-feira. Além dos dois relatórios sobre os incêndios de junho, os populares estão também a ponderar a possibilidade de avançar com uma moção de censura ao Governo.

Segundo o Público, o CDS estará a tentar avaliar se o país compreenderá os motivos dos centristas para apresentar a moção de censura, ou se verão a decisão como uma manobra de aproveitamento político.

A reunião dos centristas estava prevista para esta terça-feira ao almoço. Seja como for, uma decisão de avançar só será anunciada depois do encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, que será o primeiro a tomar conhecimento.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Incêndios: CDS admite avançar com moção de censura ao Governo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião