Esta empresa pôs “blockchain” no nome. Disparou 384% na bolsa

Uma empresa britânica mudou de nome: passou de "On-Line Plc" para "On-Line Blockchain Plc". As ações dispararam quase 400% na bolsa.

Havia dúvidas sobre a grande popularidade da blockchain, a tecnologia que faz a bitcoin funcionar? Se ainda as tinha, esta história é para si. Uma empresa de investimentos britânica pôs a palavra “blockchain” no seu próprio nome e, de um momento para o outro, as ações da companhia dispararam 384%.

Esta sexta-feira, a Bloomberg reparou que a “On-line Plc” realizou um rebranding e passou a chamar-se “On-line Blockchain Plc”. Não demorou muito até as ações da empresa valorizarem 394,12% na bolsa britânica, passando de 17 pences de libra e liquidez quase nula para 0,84 pences. As ações corrigiram e, no final da sessão, os títulos tinham subido 173,53% para 46,5 pences de libra, num total de 3,4 milhões de títulos transacionados.

A empresa em causa é uma holding que fornece conteúdo na internet e desenvolve software financeiro. O anúncio da alteração do nome já tinha sido feito esta quinta-feira, com a companhia britânica a explicar que, dado o facto de trabalhar na área da blockchain e das criptomedas “há algum tempo”, chegou o momento de o seu nome “refletir esses desenvolvimentos”.

Para já, a estratégia parece ter tido resultados: o maior ganho intradiário das ações da empresa desde que entrou na bolsa em dezembro de 1996.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Esta empresa pôs “blockchain” no nome. Disparou 384% na bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião