Governo tem software para controlar SIRESP. Mas nunca o usou

  • ECO
  • 7 Novembro 2017

A Protecção Civil pediu em agosto à Administração Interna a licença para poder usar um software para monitorizar em tempo real a cobertura da rede SIRESP. Mas a autorização não chegou.

O Governo comprou há dois anos um software para monitorizar em tempo real a cobertura da rede SIRESP. Mas nunca foi usado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Em causa está o facto de a licença de utilização não ter sido entregue pela Secretaria-geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI).

“Solicita-se que as licenças de cliente Traces sejam entregues de imediato ao seu proprietário, a ANPC, para melhor monitorização e resposta do sistema [SIRESP]. Este foi, segundo o Público (acesso condicionado), o pedido feito pelo então presidente da ANPC, Joaquim Leitão, a 11 de agosto, ao então secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes. Um pedido entregue antes dos incêndios de Pedrógão e de 15 de outubro e que nunca foi aceite.

O software Trace foi comprado em 2015, mas não foi utilizado até hoje pela Proteção Civil pelo facto de faltar a licença necessária. Em resposta ao Público, a ANPC confirma que o programa “nunca foi utilizado” e que “até à presente data [dia 3 de novembro], as referidas licenças não se encontram na ANPC”.

Este software tem como objetivo monitorizar em tempo real a cobertura da rede SIRESP, disponibilizando dados técnicos que ajudam a tomar decisões operacionais no combate aos incêndios. Por exemplo, na instalação de postos de comando ou no pedido e instalação de antenas móveis do SIRESP.

O então presidente da ANPC, Joaquim Leitão, nota, em resposta ao Público, que a utilização do Traces “habilitaria o comandante das operações de socorro de qualquer teatro de operações a ter informação fidedigna acerca da cobertura da rede SIRESP e de outra redes convencionais na zona”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo tem software para controlar SIRESP. Mas nunca o usou

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião