Pitch U: A empresa do dia 2 de Web Summit é…

Esta startup holandesa promete uma experiência imersiva que pode transporte-lo para qualquer lugar. É só entrar na cabine e deixar o seu cérebro convencer-se disso.

Imagine que tinha uma cabine em casa que, através de tecnologias imersivas como a realidade virtual e a realidade aumentada, conseguia simular qualquer ambiente à sua escolha. E que para além de poder ouvir e ver, a cabine também era capaz de simular cheiros e sensações. Agora pode deixar de imaginar. Já existe e é feita por uma startup holandesa que está presente na edição de 2017 do Web Summit, a Sensiks.

“Na televisão podemos ter realidade virtual, realidade aumentada, música, mas são apenas dois sentidos, mas temos cinco e aqui tudo acontece num ambiente 360“, explica ao ECO o fundador da empresa, Fred Galstaun. “Quando convences o teu cérebro de que estás mesmo a experienciar alguma coisa, não tens de ir ao sítio fisicamente, podes ir apenas mentalmente”.

Numa utilização mais casual, a cabine pode servir para relaxamento, entretenimento ou mesmo fins comerciais. Contudo, os efeitos deste dispositivo vão mais além, podendo ser utilizado em cuidados terapêuticos ou mesmo treinos específicos, com Fred a confirmar os efeitos em doentes com demência, depressão ou traumas.

“Fomos a 65 eventos este ano e estivemos no South by Southwest no Texas e queremos mostrar-nos em todo o lado”, considera Fred. E haverá melhor montra que o Web Summit?

Durante esta edição do Web Summit, o ECO vai selecionar uma empresa por dia por entre Alphas e Starts, para que possa visitar os pavilhões da FIL sem ter de sair do lugar. Esta foi a que nos convenceu no segundo dia.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Pitch U: A empresa do dia 2 de Web Summit é…

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião