Nasdaq toca o sino de abertura no Web Summit

Opening bell do índice de referência tecnológico Nasdaq decorre esta terça-feira no Altice Arena, em Lisboa, onde se concentram por estes dias mais de 60 mil participantes.

Opening bell do Nasdaq decorreu esta terça-feira no Altice Arena, onde decorre o Web Summit.Paula Nunes/ECO

Foi uma cerimónia simbólica em pleno Web Summit. O opening bell do índice de referência tecnológico Nasdaq decorreu esta terça-feira no Altice Arena, onde se concentram por estes dias mais de 60 mil entusiastas de tecnologia.

Foi Paddy Cosgrave, fundador do Web Summit, quem premiu o botão para remotamente abrir a sessão do índice do outro lado do Atlântico, em Wall Street, Nova Iorque. E os primeiros minutos de negociação foram positivos, em linha com a euforia que os participantes levam para a maior cimeira de tecnologia do mundo que termina no próximo dia 9. O Nasdaq abriu a subir 0,11% para 6.789,7 pontos, depois de ter encerrado a sessão anterior em máximos históricos.

 

“É fantástico fazer isto de novo, tem sido uma tradição que começou em Lisboa o ano passado”, frisou Paddy Cosgrave, sublinhando que o “Growth Summit” é sempre um dos eventos mais participados dentro do Web Summit. Adiantou que muitas das empresas com maior crescimento estão a caminho de entrar em bolsa num futuro próximo. E representantes de algumas destas start-ups juntaram-se a Paddy Cosgrave e Bruce Aust, vice-presidente do Nasdaq, no palco para o momento da abertura do índice.

"É fantástico fazer isto de novo, tem sido uma tradição que começou em Lisboa o ano passado.”

Paddy Cosgrave

Fundador do Web Summit

Bruce Aust também aproveitou a ocasião para dizer que “o Web Summit se tornou um dos principais eventos para reunir as tecnológicas de todo o mundo”. E disse que 74% das empresas tecnológicas listadas nos EUA estão presentes no Nasdaq.

A cerimónia de abertura da bolsa contou com personalidades do mundo tecnológico sonantes, incluindo ainda o CEO da Oracle, Mark Hurd.

Mark Hurd, CEO da tecnológica Oracle, presente na Web Summit.Paula Nunes/ECO

Quanto aos outros principais índices de Wall Street, mantém-se a toada positiva de ontem que levou as bolsas a fechar em novos máximos de sempre — não foi apenas o Nasdaq a fazer um brilharete. O S&P 500 avança 0,20% para 2.596,20 pontos, ao mesmo tempo que o industrial Dow Jones ganha 0,11%.

A alimentar a pressão compradora está a temporada de resultados das empresas norte-americanas. Mais de 400 cotadas do S&P 500 já apresentaram contas e um terço delas terão visto os lucros no terceiro trimestre subir 8%, acima das previsões dos analistas que apontavam para um crescimento de apenas 5,9%, segundo dados recolhidos pela agência Reuters.

“O mercado está em posição para mais ganhos. Notícias desfavoráveis na earnings seasons poderão abrandar o ritmo de ganhos nas bolsas com a batalha em torno da reforma fiscal à espreita”, comentou Peter Cardillo, economista da First Standard Financial, à Reuters.

(Notícia atualizada às 15h03)

Comentários ({{ total }})

Nasdaq toca o sino de abertura no Web Summit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião