Sem licença de CR7, fábrica de sapatos de Guimarães entra em PER

  • ECO
  • 8 Novembro 2017

A Portugal Footwear, a empresa que fabricava os sapatos de Cristiano Ronaldo, entrou em PER depois de a licença de produção ter terminado no final do ano passado.

No site, a Portugal Footwear tem à venda sapatos da coleção outono/inverno de 2016.

A Portugal Footwear, a empresa que era responsável pela conceção, produção e comercialização dos sapatos de Cristiano Ronaldo, perdeu a licença de produção da CR7 Footwear e entrou em Processo Especial de Revitalização (PER), avança o Jornal de Negócios (acesso pago). O CEO da Portugal Footwear, Paulo Gonçalves, afirma que o fim do contrato no final do ano passado colocou a empresa “numa situação económico-financeira bastante frágil”.

A marca de sapatos CR7 Footwear foi mundialmente lançada em fevereiro de 2015, em Milão. Esteve presente na maior feira de calçado do mundo no ano seguinte, mas não voltou a aparecer. Isto porque deixou de ter sapatos novos para apresentar. No site, a Portugal Footwear tem à venda sapatos da coleção outono/inverno de 2016.

“Os sapatos que estão aí à venda ainda são da nossa produção”, disse Paulo Gonçalves ao Negócios. “O contrato acabou no final do ano passado”, nota. O CEO da Portugal Footwear não explica por que é que o contrato terminou, mas deixou claro que deixou a empresa numa situação financeira frágil. “É verdade que apresentámos um PER para a reestruturação da empresa”, refere, garantindo que “vamos ter de redimensionar a empresa em função da nova realidade”.

A empresa tem, atualmente, cerca de duas dezenas de trabalhadores e capacidade para produzir cerca de 200 pares de sapatos por dia. Paulo Gonçalves afirma que a Portugal Footwear está na fase final de negociações com os credores e não duvida “de que o PER será aprovado”. A dívida total é de 6,8 milhões de euros e o principal credor é o Novo Banco.

Comentários ({{ total }})

Sem licença de CR7, fábrica de sapatos de Guimarães entra em PER

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião