5 coisas que vão marcar o dia

Portugal volta ao mercado para emitir dívida de longo prazo e o INE divulga dados sobre o emprego, relativos ao terceiro trimestre. Lá fora, Trump tenta reforçar a relação comercial com a China.

Para lá do Web Summit, onde governantes e grandes nomes do mundo empresarial se reúnem durante esta semana, há mais eventos económicos que vão marcar o dia. Portugal regressa ao mercado para emitir dívida de longo prazo, numa altura em que os juros a dez anos estão em mínimos de 2015, e o Instituto Nacional de Estatística (INE) revela os dados do emprego relativos ao terceiro trimestre. Lá fora, Donald Trump está pela Ásia a pedir uma intervenção mais pesada para com a Coreia do Sul e a tentar reforçar a relação comercial com a China.

Portugal regressa ao mercado de dívida com juros em mínimos

Portugal volta ao mercado para emitir dívida de longo prazo, e em boa altura. O IGCP vai fazer um leilão de Obrigações do Tesouro com maturidade em abril de 2027, procurando levantar entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões, numa altura em que os juros da dívida a dez anos negoceiam abaixo dos 2%, no nível mais baixo desde abril de 2015. Portugal poderá, assim, conseguir o juro mais baixo de sempre numa emissão de dívida a dez anos. A aliviar os juros da dívida está a conjuntura económica do país, que tem merecido alguns elogios das agências de rating.

INE divulga dados do emprego

O INE divulga, esta manhã, as estatísticas do emprego relativas ao terceiro trimestre deste ano. No segundo trimestre, a taxa de desemprego fixou-se nos 8,8%, o valor mais baixo desde o início de 2009, resultado da criação de mais de 100 mil postos de trabalho em termos líquidos. Os números do desemprego têm vindo a cair sucessivamente desde o início de 2016.

Orçamento volta ao Parlamento

No Parlamento, continua a discussão do Orçamento do Estado para 2018. Esta terça-feira, será a vez de João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, e Ana Paula Vitorino, ministra do Mar, explicarem as medidas do Orçamento para as respetivas áreas. A habitação, sob a tutela de João Pedro Matos Fernandes, deverá ser um dos focos da discussão. Será o momento para compreender melhor medidas como os benefícios fiscais aos proprietários que privilegiem a habitação em detrimento do turismo.

NOS presta contas do terceiro trimestre

A Nos vai apresentar os resultados relativos ao terceiro trimestre deste ano. Os analistas antecipam que a operadora tenha conseguido aumentar os lucros para 101,9 milhões de euros, no conjunto dos nove primeiros meses do ano, depois de ter reportado lucros de 71,8 milhões no primeiro semestre. Este será também o momento para saber se a Nos perdeu clientes na sequência da decisão da Anacom, que, durante este verão, obrigou todas as operadoras a aceitarem rescisões contratuais, sem quaisquer encargos, para os clientes fidelizados a quem tenham sido alteradas as condições contratuais sem aviso prévio. Os clientes da Nos tiveram o mês de agosto para rescindir sem custos.

Trump procura reforçar relação com China

Donald Trump está na Ásia durante esta semana. Esta terça-feira, o Presidente norte-americano encontra-se na Coreia do Sul, onde irá reunir-se com a Assembleia Nacional do país, a quem deverá pedir uma maior pressão para travar a política da Coreia do Norte, antecipam os analistas políticos. Trump segue depois para Pequim, onde irá encontrar-se com o Presidente chinês, Xi Jinping. O Presidente norte-americano estará acompanhado de uma comitiva de 40 representantes de empresas dos Estados Unidos, com o objetivo de alcançar acordos comerciais no valor de milhares de milhões de dólares.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião