Desemprego em Portugal continua abaixo da Zona Euro

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 31 Outubro 2017

Desemprego na Zona Euro caiu para 8,9% em setembro, estima o Eurostat. Em Portugal, os dados provisórios apontam para 8,6%.

O desemprego em Portugal continua abaixo da média da Zona Euro em setembro. A taxa provisória de 8,6% fica aquém dos 8,9% estimados para os países do euro mas acima do valor para a União Europeia, de 7,5%, avançam os dados do Eurostat divulgados esta terça-feira.

Ontem, o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que a taxa de desemprego em Portugal deverá ter caído para 8,6% em setembro — os números finais serão confirmados no próximo mês. Pegando neste dado, Portugal apresenta o sétimo valor mais elevado entre os países da União Europeia (UE) para os quais há números atualizados, indica o Eurostat.

Espanha regista o valor mais elevado — 16,7% — seguindo-se Itália e Croácia. Porém, falta saber como evoluiu o desemprego na Grécia, que não apresenta dados atualizados para setembro, mas contava com uma taxa de 21% em julho.

A taxa de desemprego na Zona Euro, de 8,9%, representa um recuo de uma décima face a agosto e de um ponto percentual comparando com o mês homólogo. É o valor mais baixo desde janeiro de 2009, diz o gabinete europeu de estatística. Na União Europeia, a taxa estabilizou, em termos mensais, nos 7,5%, mas também recuou comparando com setembro de 2016 (8,4%). “Esta continua a ser a taxa mais baixa” desde novembro de 2008, acrescenta.

O cenário é mais negativo no caso do desemprego jovem. Aqui, a taxa ainda provisória de 25,7% em Portugal ultrapassa a média da zona euro (18,7%) e da UE (16,6%). Os dados ajustados de sazonalidade revelam ainda que Portugal é um dos poucos países em que o desemprego jovem cresceu face a agosto.

(Notícia atualizada)

Comentários ({{ total }})

Desemprego em Portugal continua abaixo da Zona Euro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião