Airbnb estipula prazo máximo nas estadias em Paris

  • ECO
  • 14 Novembro 2017

Paris é a terceira cidade europeia a impor restrições às plataformas de arrendamento de curto prazo, depois Londres e Amesterdão.

A Airbnb alinhou com as intenções dos reguladores parisienses. A partir do próximo mês de janeiro, as rendas temporárias não poderão superar os 120 dias por ano na capital francesa. A medida tem vindo a ser implementada noutras cidades europeias como Londres e Amesterdão.

A medida vai avançar depois de Paris ter decretado o registo de todos os apartamentos destinados ao arrendamento de curto prazo junto da câmara municipal a partir de dezembro.

França é o segundo maior mercado da Airbnb, com mais de 400.000 de imóveis registados para arrendamento temporário, a seguir aos Estados Unidos. Só a cidade de Paris conta com 65.000.

O serviço de arrendamento tem vindo a enfrentar as instâncias regulamentares. Em causa está um possível lobbying da indústria hoteleira, que vê estas novas plataformas como concorrentes desleais.

Comentários ({{ total }})

Airbnb estipula prazo máximo nas estadias em Paris

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião