Ex-CEO da Azul “tem perfil” para liderar a TAP. Mas Fernando Pinto só “sairá quando entender”

Diogo Lacerda Machado, administrador não executivo da TAP, garante que Fernando Pinto só sairá da TAP quando quiser, mas admite que o Estado não se opõe a que Antonoaldo Neves o substitua.

A administração da TAP está em processo de renovação, mas nem o Estado, nem os acionistas privados vão precipitar a saída do atual presidente executivo, Fernando Pinto. Quem o garante é Diogo Lacerda Machado, administrador não executivo da companhia aérea nacional, que, ainda assim, reconhece que o Estado não irá opor-se à nomeação de Antonoaldo Neves, antigo presidente executivo da brasileira Azul, para substituir Fernando Pinto na liderança da TAP.

“O engenheiro Fernando Pinto é uma pessoa que merece toda a nossa admiração e reconhecimento, sou um admirador incondicional. O que ele e a equipa dele fizeram pela TAP nestes 17 anos é absolutamente extraordinário. Sem capital, sem fundos próprios e com uma enorme dificuldade, com o lastro de um passivo que vem desde 1998, conseguiram privatizar a companhia”, salientou Diogo Lacerda Machado, à margem do 43º Congresso Nacional da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), que este ano decorre em Macau.

Assim, deixa claro: “O engenheiro Fernando Pinto sairá quando entender e como entender e era o que faltava que, nesse momento, não reconhecêssemos o trabalho que ele fez”.

O engenheiro Fernando Pinto sairá quando entender e como entender e era o que faltava que, nesse momento, não reconhecêssemos o trabalho que ele fez.

Diogo Lacerda Machado

Administrador não executivo da TAP

Seja como for, questionado sobre a possibilidade de Antonoaldo Neves substituir Pinto como presidente da TAP, Lacerda Machado também admite que o Estado não irá opor-se a esta nomeação. “Antonoaldo Neves é um homem que provou no Brasil e na Azul. O Estado tem a possibilidade de se pronunciar, mas, sendo uma pessoa do setor, admito que possa ser uma opção por parte dos privados e não quero crer que haja qualquer problema por parte do Estado“, afirma, acrescentado que Antonoaldo Neves “tem perfil” e que não “surpreenderia que houvesse indigitação”.

Antonoaldo Neves deixou o cargo de presidente executivo da Azul – a companhia aérea brasileira fundada por David Neeleman, acionista privado da TAP — em julho deste ano, para integrar o conselho de administração da TAP. Desde então, tem sido apontado como o substituto de Fernando Pinto.

Apesar da especulação, Lacerda Machado garante que esta substituição não será precipitada. “Se ele quisesse sair agora, seguramente que o Estado não se importaria, mas não irá precipitar a saída. Seria mau demais para aquilo que o engenheiro Fernando Pinto fez”, sublinhou.

A jornalista viajou a Macau a convite da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ex-CEO da Azul “tem perfil” para liderar a TAP. Mas Fernando Pinto só “sairá quando entender”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião