BCP ganha mais de 5%. JPMorgan vê ações nos 30 cêntimos

O banco liderado por Nuno Amado está a brilhar em bolsa. No dia em que se prepara para emitir 300 milhões em dívida, acelera mais de 5% à boleia da revisão em alta da avaliação do JPMorgan.

O BCP BCP 0,06% está a brilhar em bolsa, puxando pelo índice de referência nacional. As ações do banco liderado por Nuno Amado ganham mais de 5% impulsionadas pela nova avaliação do JPMorgan. O banco de investimento norte-americano vê potencial nos títulos da instituição, colocando-as no patamar dos 30 cêntimos.

Os títulos do BCP seguem a valorizar 4,83%, para os 25,38 cêntimos, depois de ter visto o JPMorgan melhorar tanto a recomendação como o preço-alvo. Chegaram a subir um máximo de 5,25% para os 25,48 cêntimos, elevando o ganho acumulado desde o início do ano para 37,8%. à cotação atual, o BCP está avaliado em 3.842 milhões de euros.

Ações do BCP aceleram

O banco de investimento norte-americano subiu a recomendação de “neutral” para “overweight”, isto ao mesmo tempo que elevou o preço-alvo das ações do BCP para os 30 cêntimos, acima dos anteriores 26 cêntimos. O novo target está 13% acima do consenso do mercado que aponta para os 27 cêntimos, ficando 17% acima da cotação atual.

Para o JPMorgan, o BCP deverá beneficiar do contexto favorável no que respeita aos preços do imobiliário, mas também ao cenário macro que deverá “fazer baixar os custos do risco”. Nota ainda a redução dos custos da instituição, numa altura em que o banco continua a reduzir a exposição aos créditos de risco — a meta é encolher essa exposição em mil milhões de euros.

“Aumentámos a nossa estimativa para os lucros do banco em 14% ao ano, em média, já que acreditamos que o BCP será capaz de demonstrar uma evolução favorável nos custos do risco e continuar a cumprir com a redução da exposição ao malparado“, refere a nota de investimento a que o ECO teve acesso.

(Notícia atualizada às 10h07 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP ganha mais de 5%. JPMorgan vê ações nos 30 cêntimos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião