Grupo de Braga quer explorar mina de ouro em Vila Verde

  • Lusa
  • 11 Dezembro 2017

O grupo Lusorecursos quer "preservar o interesse público e os recursos naturais do país", construindo "um autêntico cluster dos metálicos em Portugal.

O grupo mineiro Lusorecursos, de Braga, apresentou à Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) um pedido de licença de exploração para uma mina de ouro, em Marrancos, Vila Verde, informou, esta segunda-feira, a empresa.

O pedido de licenciamento, explica um comunicado do grupo, é sequência do contrato de prospeção e pesquisa, para aquela área, assinado entre o grupo e o Estado em 2012. Esta é a mesma empresa que tem um contrato com o Governo para a prospeção e pesquisa de lítio.

“A Lusorecursos, ao apresentar este pedido de licença de exploração para o ouro, assume também o desafio de desenvolver com as autoridades competentes, em particular com o Ministério da Economia, um trabalho para, com as demais empresas do grupo, construir um autêntico cluster dos metálicos em Portugal, suportado nas competências e nos recursos nacionais”, lê-se.

No texto, o grupo aponta ainda que “procura dessa forma preservar o interesse público, os recursos naturais do país e contribuir para que as políticas públicas conduzam a que o valor acrescentado desse recurso fique de facto em Portugal” e “não continue a ser capturado por interesses que não respeitam o país”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Grupo de Braga quer explorar mina de ouro em Vila Verde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião